A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Janeiro de 2017

26/09/2013 14:59

Bloqueio de rodovia é feito por 400 índios e congestionamento chega a 10 km

Graziela Rezende
Índios dizem que rodovia só será liberada com autoridades competentes. Foto: José Carlos Coelho / A Gazeta NewsÍndios dizem que rodovia só será liberada com autoridades competentes. Foto: José Carlos Coelho / A Gazeta News

Quatrocentros índios da etnia Guarani Caiowá permanecem na rodovia MS-295, entre Iguatemi e Tacuru, a 427 quilômetros da Capital. Segundo o tenente-coronel Jonildo Teodoro de Oliveira, comandante da PRE (Polícia Rodoviária Estadual), o congestionamento, da via bloqueada nos dois sentidos, já é de 10 quilômetros. Desde a manhã, eles ainda fazem refém um desembargador e três servidores do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

A equipe de policiais que monitora o local, o tenente-coronel Oliveira conta que os índios reivindicam principalmente melhorias nos assentamentos, como água nas aldeias, por exemplo. Além da PRE, sete equipes da Polícia Federal e a Funai (Fundação Nacional do Indío) estão no local.

Pela manhã, assim que abordados, os servidores foram obrigados a entregarem o telefone celular. Porém, de acordo com a assessoria de comunicação do TRE/MS, um deles esconder o aparelho e efetuar uma ligação antes de ser flagrado.

O órgão disse ainda que o desembargador Josué de Oliveira e os servidores estavam fazendo uma correição nos municípios de Mundo Novo e Eldorado, sendo que já haviam terminado o trabalho e passariam por Sete Quedas, antes de retornar a Campo Grande. Ao passar por Tacuru, eles foram rendidos.

Índios "sequestram" desembargador e três servidores da Justiça Eleitoral
Indíos da etnia Guarani Caiová fizeram um desembargador e três servidores do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Além de faze...
Indígena de 21 anos é assassinado com facada no peito em aldeia
Um indígena de 21 anos foi morto no início da noite desta sexta-feira (20) após ser atingido com uma facada no peito, na aldeia Amambai, em Amambai -...
Homem com facão faz três pessoas da mesma família como reféns em casa
Três pessoas foram feitas reféns em uma casa na rua Rio de Janeiro, Centro de Sidrolândia - cidade localizada a 71 km de Campo Grande -, na manhã des...
UEMS recebe a partir de segunda-feira congresso de pesquisadores negros
A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - recebe entre segunda-feira (23) e sáb...



ESSES INDIOS NAO RESPEITA NIGUEM MESMO SE QUEREM A POPULAÇAO RESPEITA ELES DEVERIAM RESPEITAR A POPULAÇAO E PRINCIPALMENTE AS AUTORIDADES DESSA NAÇAO, A HORA Q FIZERMOS COMO NOS ESTADOS UNIDOS DAI ELES PARAM COM ESSA BESTEIRA DE ATRAPALHAR A VIDA DA POPULAÇAO POIS NIGUEM TRAB ELES VIVEM DOS PROGRAMAS DE GOVERNO E QUEREM MAIS O QUE SOMOS NOS QUE PAGAMOS TUDO PARA ELES E AINDA ELES QUEREM FAZER DESORDEM
 
ANA JOSE em 26/09/2013 15:27:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions