A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

28/02/2011 12:28

Chuva que começou na madrugada deixa rastro de destruição em Corumbá

Ricardo Campos Jr.

Foram registrados alagamentos, quedas de árvore e deslisamentos

De acordo com o Corpo de Bombeiros, cenas de alagamentos foram bastante comuns na parte alta da cidade. (Foto: Diário Online)De acordo com o Corpo de Bombeiros, cenas de alagamentos foram bastante comuns na parte alta da cidade. (Foto: Diário Online)

A chuva que começou durante a madrugada em Corumbá, cidade que fica a 419 quilômetros de Campo Grande deixou casas inundadas, ruas alagadas, árvores caídas, deslizamentos e muita destruição. Segundo informações do site Diário Online, foram mais de 130 milímetros de precipitação no município no mês e moradores acordaram diante de prejuízos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, cenas de alagamentos foram bastante comuns na parte alta da cidade. No bairro Popular Nova, por exemplo, o muro dos fundos de uma das casas cedeu e a água acumulada no terreno que fica atrás da propriedade invadiu o local.

“Por volta das 2 horas da manhã eu ouvi meu cachorro latir. Quando me levantei da cama, a água em minha casa já estava em meu joelho. Na hora corri para ver minha filha e ela estava no colchão, que estava boiando. Foi uma situação horrível”, disse a dona de casa, Flávia Regina Conche de Pinho, 31 anos.

O Corpo de Bombeiros confirmou ao Campo Grande News que não houve vítimas de problemas trazidos pela chuva. Durante a manhã as equipes se mobilizaram para trabalhos de limpeza e corte de árvores, já que uma delas chegou a atingir uma residência.

Na rua 15 de Novembro, perto das esquinas com a São Paulo e Minas Gerais, moradores tiveram de fazer barreiras para impedir o trânsito por causa dos buracos nas ruas que ofereciam perigo aos motoristas.

Erico Cunha, morador do bairro Universitário, teve a casa invadida por água de esgoto. “Ouvimos um grande barulho. Era o bueiro que fica sobre a calçada da minha casa que havia estourado. Minha família perdeu tudo, perdemos os móveis, só sobrou a roupa, que também esta toda molhada”, conta.

Com a casa tomada pela água e móveis destruídos, não resta outra alternativa para Erico senão passar uma temporada na casa de parentes. “Perdemos tudo mesmo, até as camas”, diz o morador.

Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions