A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

13/08/2012 11:15

Com dívida de R$ 1,6 milhão, Prefeitura de Jaraguari tem energia cortada

Fabiano Arruda
Prefeito de Jaraguari, Valdemir Nogueira de Souza, diz que município não tem condições de pagar dívida com a Enersul. (Foto: Divulgação)Prefeito de Jaraguari, Valdemir Nogueira de Souza, diz que município não tem condições de pagar dívida com a Enersul. (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Jaraguari está sem energia elétrica nesta segunda-feira devido à falta de pagamento de contas junto à Enersul.

Veja Mais
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais
Reinaldo chega a Dourados para lançamento e entregas de obras

Segundo informações da concessionária de energia elétrica, as dívidas se arrastam desde 2009 e totalizam R$ 1,6 milhão.

Apenas os serviços dos setores de Educação e Saúde permanecem com energia elétrica. Ainda conforme a Enersul, todos os prazos foram concedidos para que a Prefeitura regularizasse a situação.

O último reaviso que informava a iminência da interrupção do serviço foi dado em março deste ano.

No prédio da Prefeitura a informação é de que alguns funcionários até foram embora. O prefeito de Jaraguari, Valdemir Nogueira de Souza (PMDB), atribui o problema à queda mensal na ordem de 30% do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

“As prefeituras do interior vivem uma dificuldade enorme. Deveriam todas fechar a porta em ir embora. Não tenho o que fazer”, argumenta.

“Nunca passei por uma situação desta. Temos dívida com fornecedor. Nosso caso é pior porque não temos receita local. Os recursos vêm da União e do Estado”, complementou o peemedebista, acrescentando que a dificuldade na Prefeitura o fez abrir mão de concorrer à reeleição neste ano.

Segundo o prefeito, o município não tem condições de pagar a dívida com a Enersul. “Se eu pagar (dívida com energia elétrica) fico sem pagar funcionários e não vou deixar de pagar os servidores. Até então minha folha (de pagamento do funcionalismo) está em dia, mas a situação é muito difícil”.




Tamashiro disse tudo.
 
Ricardo Lopes em 14/08/2012 08:05:27
Infelizmente o destino desse lugar é voltar a ser Distrito de Campo Grande.
 
João sem partido em 13/08/2012 11:36:23
a prefeitura pode atrasar a energia por anos e um cidadao,que pagas seus impostos quando um eventual atraso ocorre não tem choro é corte na certa
 
marco antonio borges em 13/08/2012 04:53:51
eu tive a curiosidade de olhar no site no tesouro nacional e o esquisito é que o repasse tem aumentado nos últimos anos.... e porque será que ele ele reclama que tá faltando grana??
para quem quiser ver é só consultar:
http://www.stn.fazenda.gov.br/estados_municipios/transferencias_constitucionais.asp
 
Mariana Ferro em 13/08/2012 04:21:31
LUGAR MARAVILHOSO NÃO TROCO POR LUGAR NENHUM, ACHO QUE SEMPRE FALTOU UM BOM ADMINISTRADOR.
 
Arlindo Tamashiro em 13/08/2012 02:19:00
Deveria ter cortado gastos.
 
Joaquim dos Santos em 13/08/2012 02:11:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions