A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

02/10/2014 10:45

Confirmado em Dourados primeiro caso de ferrugem asiática de MS nesta safra

Helio de Freitas, de Dourados
Caso de ferrugem foi localizado em planta de soja encontrada no perímetro urbano de Dourados (Foto: Divulgação/UFGD)Caso de ferrugem foi localizado em planta de soja encontrada no perímetro urbano de Dourados (Foto: Divulgação/UFGD)

Foi confirmado o primeiro caso de ferrugem asiática na atual safra de soja de Mato Grosso do Sul. A confirmação foi feita pelo Laboratório de Microbiologia Agrícola e Fitopatologia da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados). A doença foi constatada em uma planta encontrada no perímetro urbano de Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Veja Mais
Vazio sanitário derruba casos de ferrugem, mas chefe da Embrapa faz alerta
Aumentam registros de ferrugem asiática em MS, diz Famasul

Procurada pelo Campo Grande News, a Fundação MS, de Maracaju, confirmou que se trata do primeiro caso de ferrugem asiática confirmado nesta safra no Estado. O caso também já foi divulgado no site do Consórcio Antiferrugem (parceria entre órgãos públicos e privados para combater a ferrugem asiática da soja). Segundo o consórcio, três casos já foram localizados em Mato Grosso, dois em Santa Catarina e dois no Rio Grande do Sul.

De acordo com a assessoria de imprensa da UFGD, há cerca de 10 dias o estudante de agronomia Paulo Henrique do Nascimento, estagiário do Laboratório de Microbiologia Agrícola e Fitopatologia, encontrou e coletou uma planta de soja em área urbana de Dourados para levar à Clínica de Doença de Plantas da Faculdade de Ciências Agrárias da mesma universidade. Após análise em microscópio, foi confirmada a primeira ocorrência de ferrugem asiática na safra 2014/2015.

O professor Bruno Cezar Alvaro Pontim, da UFGD, afirma que entre as pragas e doenças que podem atingir as plantações de soja, a ferrugem asiática é uma das que mais preocupam os produtores, por afetar a produtividade da lavoura.

Conforme a UFGD, a ferrugem asiática é causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi. Na época de entressafra, o fungo sobrevive em plantas de soja que nascem por acaso ou em outros hospedeiros, pois é incapaz de se manter vivo na palhada. Segundo o pesquisador, além de monitorar as lavouras de soja, é importante que haja uma atenção com as plantas que nascem em beira de estrada ou em meio a outros cultivos – as chamadas plantas “guaxas”.

Ainda segundo a assessoria da UFGD, a ocorrência da doença em plantas voluntárias já foi registrada em safras anteriores. É um indicativo de que o fungo que causa a ferrugem teve boas condições de sobrevivência, propiciadas por um inverno mais ameno. “Os produtores e os técnicos deverão ficar atentos para a doença na safra 2014/2015. Ela é plenamente controlável com um bom acompanhamento das lavouras, sendo que os técnicos dispõem de ferramentas eficazes para seu controle”, orienta a instituição.

Conforme a UFGD, o Laboratório de Microbiologia Agrícola e Fitopatologia da UFGD, onde funciona a Clínica de Doenças de Plantas, está à disposição de produtores e técnicos para auxiliar na identificação e confirmação de ocorrência de doenças tanto da soja, quanto de outras culturas. O telefone é o (067) 3410-2385.

Aumentam registros de ferrugem asiática em MS, diz Famasul
Enquanto a colheita da safra 2013/14 de soja avança, aumentam as ocorrências da doença ferrugem asiática em Mato Grosso do Sul. O relatório do Consór...
Segurança reage a assalto, troca tiros com bandidos e é atingido de raspão
Ao reagir durante assalto anunciado por três homens, o segurança Aldair José de Oliveira, 30, ficou ferido ao ser atingido por um tiro. O caso aconte...
Cinco pessoas são atingidas por raio em colheita de cana e uma morre
Um trabalhador rural identificado como Abmael Fernandes dos Santos, de 30 anos, morreu na tarde desta quarta-feira (7) ao ser atingido por um raio en...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions