A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2017

26/10/2012 19:33

Conselho denuncia descarte irregular de medicamentos

Parte dos remédios ainda estava dentro do prazo de validade

Nícholas Vasconcelos
Medicamentos foram encontrados no lixão de Douradina. (Foto: Divulgação)Medicamentos foram encontrados no lixão de Douradina. (Foto: Divulgação)

O CRF/MS (Conselho Regional de Farmácia do Estado de Mato Grosso do Sul) denunciou nesta sexta-feira (26) para o MPF (Ministério Público Federal) uma denúncia de descarte incorreto de medicamentos no lixão de Douradina, a 196 quilômetros de Campo Grande. Além do MPF, a denúncia também foi encaminhada para a Vigilância Sanitária Estadual e do município.

No depósito de lixo, localizado próximo à saída para o distrito de Panambi, foram encontrados medicamentos depositados sem nenhuma medida de segurança.A denúncia chegou até o Conselho depois que catadores de materiais recicláveis procuraram uma farmácia no município para informar o caso.

Fotos mostram que alguns frascos estão cheios, pondo em risco o Meio Ambiente e a saúde da população, principalmente dos trabalhadores que coletam recicláveis no local.

Conforme a denúncia feita ao CRF/MS, parte dos medicamentos estão com a validade vencida, outros ainda dentro do prazo, com vencimento previsto apenas para os anos de 2013, 2014 e até 2015.

De acordo com moradores, medicamentos e até seringas são despejados constantemente por um trator da própria prefeitura municipal e os funcionários do Executivo são os responsáveis pela queima dos medicamentos no local.

A orientação do CRF é que os medicamentos sólidos sejam colocados em aterro de resíduos perigosos. Já os líquidos devem ser submetidos a tratamento específico, sendo vedado o seu encaminhamento para disposição final em aterros.

Prefeitura perde na Justiça e terá que pagar retroativos a professores
Em decisão tomada por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Câmara Cível do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a prefeitura de Ivin...
Após relato sobre caça e extração ilegal de madeira, PMA apreende arma
Após receber denúncias de extração ilegal de madeira e caça ilegal sendo praticadas em Ivinhema - município localizado a 282 km de Campo Grande -, um...
Falso médico é acusado de matar paciente em hospital do interior
O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou à Justiça e pediu a prisão do falso médico Marx Honorato Ortiz. Ele teria atuado no Hospital Municipal ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions