A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

27/12/2010 12:24

Conselho nega promoção a policial que reagiu a assalto e matou ladrão

Aline dos Santos

O Conselho Superior da Polícia Civil negou promoção por ato de bravura a um policial que reagiu a um assalto e matou um dos ladrões. O caso aconteceu em abril de 2007, em Dourados.

O policial Wyllian Cardoso Mattos e a namorada, que estavam em Fiat Uno, foram abordados por uma dupla de assaltantes.

Quando um dos ladrões colocou o revólver na cabeça da mulher, o policial, percebendo o nervosismo e a distração do assaltante, efetuou vários disparos. O homem morreu no local. Em perseguição ao segundo ladrão, o policial foi baleado na região da cintura.

O conselho questiona o fato de ele ter reagido ao assalto. “A conduta analisada não traduz ato de bravura, mas uma ação realizada visando efetuar a prisão de marginais, totalmente fora do contexto da ação policial caracterizadora do ato de bravura e não recomendada pela técnica policial, por colocar em risco não calculado sua própria vida e a vida de terceira pessoa”, consta na decisão.

O conselho ainda questionou porque o policial só pediu a promoção três anos depois do ocorrido e informou que ele já foi promovido por merecimento

Dos três integrantes do conselho, somente um membro votou a favor da promoção por ato de bravura.

A justificativa foi que o fato teve grande repercussão em Dourados, pois o ladrão morto foi reconhecido como autor de vários assaltos a postos de gasolina. O policial recebeu Moção de Congratulação da Câmara de Dourados.

A promoção por ato de bravura exige quatro requisitos: que o policial esteja no desempenho de suas atribuições; preserve a vida de outrem; coloque em risco incomum a sua própria vida, demonstrando coragem e audácia; e revele a presença de espírito público responsável pela superação do estrito cumprimento do dever legal.

O caso – O casal foi rendido pela dupla de assaltantes na rua José de Alencar, próximo ao Ginásio Ulisses Guimarães,em Dourados. O policial reagiu e matou Tiago Neves da Silva, de 17 anos, com cinco tiros. Tiago morreu na hora e o outro homem que estava com ele acabou fugindo.

Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
Hospital Universitário de Dourados alerta para golpe do falso médico
Falso médico estaria agindo em nome do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) e nesta segunda-feira entrou em co...



tem muita gente com dor de cotovelo por esse policial ter perdido a promoção, SÓ FALTA PROMOVER TODO POLICIAL QUE MATA MARGINAIS DENTRO E FORA DAS OPERACÕES, ISSO SIM SERIA UMA PIADA.
 
MARIVALDO COSPE FOGO em 02/03/2011 02:45:01
Leila, em que mundo você pensa que está? Dizem que na Inglaterra os BOBs não usam arma de fogo, será? E o caso do Jean Carlos que foi abatido pelos policiais londrinos no metrô de Londres?
(O caso Jean Charles de Menezes refere-se a um emigrante brasileiro morto por engano pela SO19, unidade armada da Scotland Yard, no dia 22 de julho de 2005, dentro de um trem do metrô de Londres. Jean Charles foi imobilizado e morto com oito tiros à queima-roupa, depois que os agentes policiais supostamente o confundiram com Hamdi Adus Isaac (ou "Hussain Osman"), suspeito de realizar um fracassado atentado a bomba no metrô, na véspera.)
Esse mundo perfeito em que policiais andarão sem armas é utopia.
 
Jairo Gon em 03/01/2011 02:22:02
Será que realizar a prisão de marginais esta fora do contexto de ação policial? E com a atitude ele não colocou sua vida em risco para salvaguardar a de outrem? Ou ele deveria estar de plantão para poder agir? Certamente os membros do Conselho desejariam que os autores ai o identificassem como policial para ver qual seria a sorte do mesmo.
Esse não é o único caso em que o conselho se utiliza de argumentos fracos para não conceder um beneficio a um membro da policia que colocou em risco sua vida para salvar outra, como no caso de um policial que ao ver que um homem atirava em outro perseguiu o atirador tendo ele próprio acabando sendo alvo de disparos, e ao se protejer atraz de um veículo teve seus mebros inferiores esmagasos pelo condutor de outro carro que o imprensou entre dois automoovéis, o atirador fugiu, a vítima dos disparos sobreviveu, o policial ainda hj trabalha com muitas limitações motoras e várias sequelas, seu pedido de promoção: NEGADO pelo conselho.
 
Cesar Castro em 29/12/2010 08:43:03
SÁBIA DECISÃO DESSE CONSELHO, POIS ESSE NEGÓCIO DE PROMOVER POLICIAIS POR ATO DE BRAVURA EM MATO GROSSO DO SUL JÁ VIROU BADERNA. ISSO É TÃO GRAVE MAS TÃO GRAVE QUE É PERIGOSA A IDÉIA DE TER POLICIAL PENSANDO EM SAIR DE CASA PRA MATAR PESSOAS NA RUA PRA RECEBEREM PROMOÇÃO POR ATOS DE BRAVURA. NA MINHA OPINIÃO OS POLICIAIS DEVERIAM ANDAR DESARMADOS, SEM NENHUM TIPO DE ARMA, INCLUSIVE SEM CASSETETES, POIS COM ARMAS MUITOS DELES JÁ DEMONSTRARAM INCAPACIDADE TÉCNICA PARA A SUA UTILIZAÇÃO CORRETA.
 
MARIVALDO ABDIAS DA SILVA em 28/12/2010 12:42:51
A Leila e o Marivaldo só podem estar de brincadeira... Por estas e outras que a coisa só tende a piorar no nosso país. Poderia apresentar inúmeros argumentos para contradizer os dois, mais a quantidade de comentários favoráveis a promoção já dizem tudo.
 
Jorge Moraes em 28/12/2010 12:12:28
Até parece piada mais não é, enquanto os "Nobres Deputados" tramam seus aumentos de salários as escondidas, aos 45 do segundo tempo, Policiais se submetem a serviços nas escalas esdruxulas, condições precárias, tendo que aceitar uma miséria de 6% ao ano sem nenhuma valorização, a Assembléia Legislativa tá lá se negando a prestar conta de quanto se gasta por ano com diárias, festas, verbas para manter acessores apadrinhados, e os policiais quando tem que viajar a serviço tem que tirar verba do próprio bolso se naum passa fome, é isso aí, parabéns a essa classe que ainda luta e briga por uma socidade mais justa, fazendo valer o juramento que um dia fizeram quando se formaram.........
 
Welson Lima em 28/12/2010 11:50:25
acho engraçado alguns comentarios aqui que cobra mas precisa do serviço de um policial,o conselho avaliou não acho correto o ato de bravura,mas acima de tudo o policial executou o seu trabalho de serviço ou não o que vale mais que um titulo ou um acrescimo no salario e o valor moral do servidor e da corporação,e combater a criminalidade na sociedade que a degradação da instituição chamada familia.
 
paulo henrique em 28/12/2010 10:44:45
Garanto que esses dois membros do conselho,que votaram contra a promoção deste policial valoroso,ficam sentados átras de uma mesa no ar condicionado e não sabem o que é ser um policial de verdade,quero ver um deles com uma arma apontada para sua linda cabeça o que iriam fazer ? Até porque bandidos não poupam policiais,ainda mais covardes.Parabéns a este policial que agiu no estrito dever legal,colocando em risco a sua vida,para preservar a sua, de sua namorada e de outras que poderiam ser ceifadas por este bandido.A este conselho é melhor que repenssem em suas avalições e valorizem seus policiais que estão na linha de frente combatendo a criminalidade.
 
Raimundo dos Santos em 28/12/2010 10:30:09
Policiais são (MAL) pagos para fazer (COM A FALTA DE CONDIÇÕES QUE O ESTADO PROPORCIONA) proteger e fazer com que a lei seja cumprida; (DEPUTADOS AUMENTAREM SEUS SALÁRIOS NÃO É NADA PERTO DO ABSURDO QUE É A APROVAÇÃO DO ARTIGO 28 DA LEI 11.343, ONDE MUITOS TRAFICANTES CONSEGUEM SE PASSAR POR USUÁRIOS E ESCAPAM DA CADEIA...) Para pessoas que (INVADEM RESIDÊNCIAS DE PESSOAS DE BEM E ESTUPRAM SUAS MULHERES) cometem delitos em nossa sociedade (...Big Brother, Carnaval, Futebol, Paulo Maluf sendo eleito... e por aí vai) elas devem ter a oportunidade de serem julgadas e condenadas (...E O MAIS IMPORTANTE QUE É SEREM RESSOCIALIZADAS, O QUE NÃO OCORRE) pelas autoridades competentes fortalecendo nossa democracia. SER POLICIAL NESTE PAÍS JÁ É UM ATO DE BRAVURA E A SOCIEDADE RETRIBUI COM TAPINHA NAS COSTAS!!!!!! PARABÉNS MESMO AO CONSELHO...É PRA ACABAR!!!
 
Elton Ferreira em 28/12/2010 10:21:15
A justificativa foi que o fato teve grande repercussão em Dourados, pois o ladrão morto foi reconhecido como autor de vários assaltos a postos de gasolina. O policial recebeu Moção de Congratulação da Câmara de Dourados. E AI COMO FICA? CONGRATULAÇAO FICA P/QUEM NAO QUIZ PROMOVER O POLICIAL, APOSTO QUE ELE NAO ESTAVA DE SERVIÇO E NO LOCAL, NEM VIATURA NAO TINHA NO LOCAL COMO NAO REAGIR NO ATO DA DISTRAÇAO DO ASSALTANTE, O PROPRIO COMANDANTE DA COORPÓRAÇAO FARIA QUERO VER NAO
 
ester gomes dos reis em 28/12/2010 10:12:32
Será que os menbros deste conselho não são escolhidos a dedo, como em tantas outras funções e cargos que temos por aí, que são escolhidos para votar aquilo que há interesses por parte dos que os indicam?
 
ROSILAUDO VAZ DA SILVA em 28/12/2010 10:06:06
O policial realmente foi muito audaz. Independente de concordar ou não com essa promoção, penso que é muito fácil falar, quando não se vive a situação. Em casos assim é comum, e todo policial sabe disse, policial, não aqueles que ficam atrás das mesas nos escritórios, esses não sabem, que os bandidos revistam as pessoas para se apossar de carteiras e dinheiro, e certamente este policial seria identificado, e então poderia ser morto com a sua própria arma. Talvez seja isso que o conselho de administrativos queriam, que ele não reagisse e morresse, isso para eles acredito, seja um ato de bravura. Poderia ter dado errado, sim, poderia, mas ele morreria lutando, ato de bravura também, defendendo a sua via e a de outrém. Infelizmente hoje os valores estão invertidos, estamos dizendo que o policial colocou a vida dele em risco, não foi o bandido, o bandido estava em pleno auto-controle, afinal de contas ele são preparados para usar arma, não tinha intenção alguma de matar alguém, derrepente a sua arma estava até desmuniciada,estamos pensando errado, invertendo totalmente os valores a tal ponto de pessoas ignorantes acharem que a polícia deveria ser desarmada, não tem nem como comentar idéia tão infeliz.
 
jose antonio em 28/12/2010 10:00:19
será q se fosse um delegado, o conselho negaria ? barbaridade, a onde estamos.
 
wamber maia em 28/12/2010 09:41:23
Sou de acordo que este policial tenha o seu mérito.Nem quero imaginar um dia ficar frente a frente c um bandido armado. Quantos poiliciais morrem simplesmente pq são policiais. Cade os direitos humanos? Olá Sr. governador é o senhor quem manda, de o mérito do policial!!!!!!
 
ELZA LESCANO LEÃO em 28/12/2010 08:55:02
infelizmente pessoas que nao tem conhecimento do que e poder de policia,do que e ato tipicamente legal e acima de tudo o que poderia acarretar se o marginal tivesse visto os documentos do policial.sera que ele e sua acompanhante seriam poupados?,se nao tivesse reagido,nao seria prevaricaçao?,ele nao defendeu so sua vida,agiu na hora certa e teve sucesso,parabens.ja o conselho!!!!!!!!!!!
 
nilson franco de oliveira em 28/12/2010 08:39:55
PARA QUE TODOS SAIBAM: ESSE É O TIPO DE TRATAMENTO/RECONHECIMENTO QUE OS POLICIAIS MILITARES (SARGENTOS, CABOS E SOLDADOS) DO NOSSO ESTADO RECEBEM. POR ISSO O DESCONTENTAMENTO POR PARTE DE TODOS OS POLICIAIS MILITARES (SARGENTOS, CABOS E SOLDADOS).
 
Marcio Barbosa Galvão em 28/12/2010 08:33:10
O POLICIAL QDO TA DE FOLGA O VIZINHO FAZ UMA FESTA E NAO O CONVIDA MAS SE ACONTECE UMA BRIGA ELE É O PRIMEIRO A SER LEMBRADO PELO MESMO VIZINHO... E ENTAO NOS PERGUNTAMOS COMO AVALIAR SE O POLICIAL NAO ESTA CUMPRINDO SEU DEVER LEGAL MESMO DE FOLGA... NEM QUESTIONO O FATOR ATO DE BRAVURA, MAS PQ NAO DAR A ESSES PROFISSIONAIS UM REAJUSTE DIGNO COMO FOI DADO AOS NOSSOS DEPUTADOS E DEMAIS POLITICOS.... DEPOIS QUESTIONAM-SE PQ HÁ TANTA VIOLENCIA, ISSO É MT OBVIO PQ ENQUANTO A MAIORIA DA POPULAÇAO RECEBE 6% DE AUMENTO DE TEMPOS EM TEMPOS DEPOIS DE MT LUTAR, ESSES POLITICOS RECEBEM 60 %.... JUSTO JUSTISSIMO....
DUVIDO Q SE FOSSE SERVIÇO VOLUNTARIO TERIA TANTO CANDIDATO... ENQUANTO O POLICIAL TA AI NA RUA SE EXPONDO... E SOBREVIVENDO.... MTS SEM NEM TER O MINIMO DE RECONHECIMENTO ... E O PIOR RECEBENDO PUNIÇÕES AO INVES DE ELOGIOS.... UMA VIDA DE LUTA E SERVIR SE DEFAZ EM UM MINUTO MT VEZES POR UM ERRO BANAL... SERÁ QUE ESSES HOMENS E MULHERES NÃO SÃO SERES HUMANOS... SÃO MAQUINAS QUE NUNCA ERRAM....????? E A SOCIEDADE QUE NÃO CONSEGUE NEM EDUCAR SEUS FILHOS DIREITO E QUE A QQ PROBLEMA CHAMAM A POLICIA PRA RESOLVER TD.... TA FALTANDO E VALOR MORAL... PRA TODOS....
 
VANDA NUNES em 28/12/2010 08:31:23
Em se tratando de um policial que está sendo assaltado, entendo que se o mesmo náo reagisse, hoje muito provavelmente já estaria promovido pós morten, pois a maioria dos assaltos em que o bandido descobre que a vítima é um policial, acaba por executá-lo !!!!
 
SOARES JÚNIOR em 28/12/2010 08:22:17
Garanto que o aumento merecido que o companheiro iria ganhar nao chegaria a 10% do que nossos parlamentares ganharam sem fazer NADA!
Parabéns ao policial pela coragem e eficiência no feito. Bom seria se o governo também o reconhecesse.
 
carlos santos em 28/12/2010 07:22:20
Parabéns ao Conselho! Policiais são pagos para fazer PROTEGER e fazer com que a lei seja cumprida; Para pessoas que cometem delitos em nossa sociedade elas devem ter a oportunidade de serem julgadas,condenadas pelas autoridades competentes fortalecendo nossa DEMOCRACIA.
 
Leila Brélaz em 28/12/2010 06:19:09
É isso ai policial... Bandido bom é Bandido MORTO... Parabens
 
João Paulo em 27/12/2010 12:59:14
Fazer o que né... Vida de policia é assim mesmo.... pouco reconhecimento e muito trabalho... fica o reconhecimento de quem realmente sabe o que é uma situação dessas... Parabéns ao colega.
 
paulo cesar echeverria couto em 27/12/2010 12:33:06
Acho sim que os policiais que efetuam os serviços para a sociedade de forma lícita, devam ser condecorados, é um incentivo à sua profissão.
 
Clayton Godoy em 27/12/2010 10:22:01
PROMOVE OS POLICIAIS QUE SÃO SOLDADOS HÁ MAIS DE DEZ ANOS !!!! SOLDADO COM MAIS DE DEZ ANOS FICA SEM ESTÍMULO E NÃO AJUDA A SE SENTIR MAIS VALORIZADO!!! CHEGA, MINHA AMIGA QUANDO ENTROU ERA ASPIRANTE HJ ELA É MAJOR E MEU VIZINHO ENTROU SOLDADO FEZ TREZE ANOS E AINDA É SOLDADO, ISSO DESANIMA A VIDA DO POLICIAL MILITAR DEVERIA SER MAIS JUSTA A CARREIRA DESSES HERÓIS QUEM FICA NA RUA SÃO SOLDADOS QUE ESTÃO CANSADO COM ESSA FALTA DE UMA POLÍTICA JUSTA SEM ESTÍMULOS PRA TRABALHAR SOLDADO COM TREZE ANOS NEM NO EXÉRCITO EXISTE, OLHEM PRA ELES GOVERNADOR MOSTRE UMA SAÍDA E CHEGA DE PROMOVER OFICIAL PRECISAMOS É DE POLICIAIS COMPETENTES E SOLDADOS CABOS E SARGENTOS ESTIMULADOS PELA SEGURANÇA PÚBLICA PORQUE ASSIM NEM EU QUERO ENTRAR COMO SOLDADO NA PMMS.
 
Fernanda Muniz em 27/12/2010 07:25:36
Esse Conselho de Classe sempre vota contra, quando se trata de Investigador, agora quando se trata de Delegado, o promovem, ele recebe titulo de cidadão da Câmara dos Vereadores, e ainda, convocam os Investigadores para baterem palmas no dia das honrarias. Delegado só resolve tudo sozinho em novela das oito, vamos valorizar um pouco mais os tiras.
 
CLAUDIO DUARTE DA SILVA em 27/12/2010 07:11:38
que o policial esteja no desempenho de suas atribuições; (NA FOLG ELE NAO É POLICIAL) preserve a vida de outrem; (A NAMORADA NÃO É ALGUEM?????) coloque em risco incomum a sua própria vida,(ARMA NA CABEÇA NÃO É RISCO???)demonstrando coragem e audácia; e revele a presença de espírito público responsável pela superação do estrito cumprimento do dever legal, SE FOSSE A FILHA DE ALGUEM IMPORTANTE, JA SERIA DIRETOR GERAL PARABENS AO POLICIAL E QUE ISSO NAO O DESANIME A SER M OTIMO POLICIAL. PARABENS AI AO CONSELHO, QUE COM CERTEZA CUMPRIU TODOS OS REQUISITOS.
 
marcelo juliano em 27/12/2010 06:22:53
Parabéns ao policial pela presença de espírito e bravura. O fato do Conselho Superior de Polícia, que é um orgão burocrático, não reconhecer o ato, não significa o que pensa a população. Afinal, provavelmente esses "policiais" nunca tiveram um ato de bravura, um enfrentamento, olho no olho do bandido. Dentro de um gabinete é fácil avaliar os outros, dificil é regir a um assalto com a arma na cabeça, correndo o risco de morrer, sem temer a própria vida, com a coragem que hoje tanto falta aqueles responsáveis pela segurança pública, seja na polícia ou no judiciário.
 
José Carlos de Araújo em 27/12/2010 04:49:36
COMO ele não calculou o risco???, visto que no momento que alguém se identifica como policial os riscos são imensos para si e para o acompanhante, e deve estar no desempenho das funções ou seja de plantão, com viaturas com armas do estado, mas aí não seria bravura, mas sim dever de policia caso contrário seria prevaricação???????????? ou estou totalmente errado, e preservar vida de vagabundos é com pessoal dos direitos e sem deveres humanos????????? não?
 
RUBENS FERREIRA em 27/12/2010 01:07:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions