A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

11/05/2011 10:17

Correio atrasa entrega de correspondências em Amambai e MPE pede regularização

Marta Ferreira

O atraso na entrega de correspondências no município de Amambai levou o MPE (Ministério Público Estadual) a emitir recomendação aos Correios para que normalize os serviços na cidade, sob o risco de ser alvo de ação civil pública.

O promotor de Justiça Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior expediu a recomendação após constatar que as correspondências estavam sendo entregues com atraso ou simplesmente não chegavam aos destinatários.

Segundo o MPE divulgou, faturas, contas de serviços como água, luz, telefone e até intimações da Justiça deixavam de ser entregues, inclusive para endereços conhecidos como agências bancárias, lojas e prédios públicos.

A justificativa dos Correios é que a dificuldade de entrega ocorreu por conta da atualização de endereços e números do município. O problema, conforme a avaliação do promotor, é que não foi feita notificação alertando sobre a suspensão dos serviços de correspondência, ferindo o Direito do Consumidor.

O promotor solicitou que Correios e prefeitura promovam uma ação articulada para concluir a notificação individual de todos os proprietários ou possuidores de imóveis cadastrados no Município que necessitem de renumeração.

Se a recomendação de manter os serviços postais for descumprida, a Promotoria de Justiça divulgou que tomará as medidas cabíveis, no caso como a instauração de ação civil pública e inquérito civil para a solução dos problemas encontrados.

As reclamações sobre atraso na entrega de correspondências dos Correios não são recentes e atingem também Campo Grande. O sindicato dos servidores da empresa afirma que o problema é o número insuficiente de carteiros. Um concurso está sendo realizado para suprir a demanda de pessoal da empresa.




O MPF teria que fazer isso em todo o Brasil, pois em Campo Grande o atraso de correspondência é imenso. É muita incompetência da atual administraçaõ dos Correios. E é preciso ação de todos para cobrar uma solução para estes problemas,
 
Mário Rosa em 12/05/2011 07:39:41
A empresa, tem que superar a insuficiencia de carteiros,/
isto eh justificativa que um sindicato da a populaçao, alias
isso nao eh nem problema de sindicato, o negocio eh lah/
em Brasilia. Ja aconteceu comigo, de enviar corresponde/
cia ao meu cliente em Amambai, o mesmo disse que car//
teiro passa em frente a sua loja e nao entrega a correspon/
dencia. O mesmo vai a agencia retirar suas corresponden/
cia, oras srs.uma cidade do tomanho de Amambai se o //
carteiro nao conhecer ao menos os clientes da rua princi//
pal, nao serve para a funçao.
 
Luciano Rosa em 11/05/2011 11:52:00
O problema não está apenas nas cidades do interior do Estado, aqui mesmo na capital esta horrível o serviço dos correios, pelo menos aqui em meu bairro (prox. ao shooping), quase todos os meses as correspondências (cartão de crédito, agua, luz) chegam após suas datas de vencimentos. O MP deveria verificar o serviço em todo o Estado e não apenas em determinadas cidades.
 
Marco Aurelio Modesto Campos em 11/05/2011 07:17:54
o pior que eles entregam atrasado e os juros de mora de cobrança no outro mês vem e vc tem que pagar é brincadeira.
 
paulo roberto fernandes em 11/05/2011 06:27:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions