A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

30/08/2013 10:03

Criança de sete anos será ouvida sobre morte de irmão ao brincar com coleira

Graziela Rezende

A Polícia Civil aguarda, para a próxima semana, a presença de uma psicóloga para ouvir o depoimento dos familiares do menino de nove anos encontrado morto com uma coleira de cachorro no pescoço, no município de Rochedo, a 74 quilômetros da Capital. Segundo o delegado Paulo Roberto Diniz, a intenção é saber se é fantasiosa a versão da irmã da vítima, de que ele gostava de “brincar de se matar”.

Veja Mais
Menino de 9 anos pode ter morrido enforcado ao brincar com coleira de cão
Após deslizamento e risco a usuários, MS-295 é totalmente interditada

“Na minha concepção e até pela análise da cena do crime, aparentemente a brincadeira de se enforcar acabou na tragédia, porém convocamos uma psicóloga na delegacia para saber se as crianças, que estavam brincando com o menino ,podem ter criado uma versão fantasiosa, com tendência mentirosa”, afirma o delegado Diniz.

Além dos laudos periciais, o delegado aguarda a presença do pai, mãe, filha e outra criança que brincava com a vítima no dia dos fatos. “A irmã disse que ele sempre fingia que iria se matar, então vamos entender se ele realmente fazia isso para assustar ou se tinha algum problema mental”, comenta o delegado Diniz.

Brincadeira fatal - O menino estava na chácara do assentamento Piraparque, quando amarrou a coleira em seu pescoço, subiu na árvore e se pendurou, sentando no ombro da irmã. Ela saiu e ele continuou pendurado, porém, conforme o delegado, com os pés quase se encostando ao chão.

Assim que percebeu algo errado, a menina tentou salvá-lo, mas sem conseguir desamarrar a coleira, correu para chamar a mãe. Ela quebrou o galho onde o menino estava e correu para o posto de saúde com a ajuda de vizinhos, porém ele já estava morto.

O caso foi registrado com ‘Morte a Esclarecer’ e a polícia aguarda para saber se foi um acidente ou suicídio.

Menino de 9 anos pode ter morrido enforcado ao brincar com coleira de cão
Um criança de 9 anos foi encontrada morta com uma coleira de cachorro no pescoço por volta das 15h desta quarta-feira (28) em uma chácara no assentam...
Justiça bloqueia bens de ex-prefeito e mais oito por fraude em licitação
A Justiça Federal bloqueou R$ 1.743.189,84 em bens de Edvaldo Alves de Queiroz, o Tupete, ex-prefeito de Água Clara, a 198 quilômetros de Campo Grand...



Que coisa , uma familia perde um ente querido e o rapaz vem comparar a morte do garotinho com um filme,aff cada pessoa sem noçao.
 
Luciene M. Santos em 30/08/2013 17:00:19
Alguém se lembra daquele filme, "o anjo malvado"?
 
Kaio Gleizer em 30/08/2013 10:29:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions