A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

29/08/2011 19:14

Delegado vai ouvir depoimentos sobre beijo gay que provocou briga em festa

Paula Maciulevicius

Polícia exclui importunação ofensiva ao pudor porque festa era particular e o beijo foi consentido

O delegado Rinaldo Gomes Moreira informou nesta tarde que vai convocar as pessoas que estavam na festa em Nova Andradina que acabou virando caso de polícia, no último domingo, quando dois homens se beijaram, para prestarem depoimento.

Os rapazes ainda foram expulsos da casa, assim que o dono viu a troca de beijos. Segundo o delegado os jovens e os demais convidados da festa, incluindo o dono começaram a se agredir.

Os envolvidos vão ser intimados e devem prestar depoimento ainda nesta semana. O delegado esclareceu que o rapaz de 25 anos que começou o beijo, pode responder apenas por vias de fato e desacato, por conta da agressão mútua e por ter ofendido policiais.

O crime de importunação ofensiva ao pudor e resistência foi excluído no caso, porque segundo o delegado não cabia na situação.

“O beijo entre eles foi consensual e não foi em público, era uma festa restrita para convidados. Não se encaixa em importunação”, explica.

Caso - Os dois estavam em uma festa no bairro Santa Terezinha, quando um deles, de 25 anos começou a ser agredido pelas outras pessoas que estavam na casa, por conta do beijo.

A Polícia foi acionada e ao chegar no local encontraram o jovem machucado.

Ele se negou a ir até a delegacia e passou a ofender os policiais, mas foi levado com uso de força.

Beijo na boca entre dois homens termina na Polícia em Nova Andradina
Caso foi registrado como lesão corporal dolosa, desacato, desobediência, importunação ofensiva ao pudor e resistênciaUm beijo na boca entre dois hom...
Embriagada e cansada de apanhar, mulher mata marido com facada
Embriagada e cansada de apanhar, Maria Aparecida Ortiz, 49, matou Luis Carlos Ajala, 41, com uma facada no braço direito. Ele perdeu muito sangue e v...



Todo esse barulho por causa de um beijo. Homossexuais são pessoas como todas as demais. Trabalham, pagam seus impostos, votam, participam da sociedade da mesma forma e são cobrados da mesma forma que os héteros, ainda assim alguns preconceituosos e radicais religiosos os querem sempre a margem da sociedade. O discurso é sempre o mesmo: e se uma criança visse o que ia acontecer? Vamos largar de ser hipócritas. Com a internet, seus filhos sabem mais de sexo que vocês, e são muito mais esclarecidos. Lembrando, o Brasil é um estado laico, portanto nenhuma religião, seja cristã, islamica, budista, espírita, pode querem impor seus credos a toda a sociedade.
 
Julio Araujo em 30/08/2011 12:40:14
Quem beija quem, e uma prerrogativa individual de quem o faz.Não e questão de estado, nem de policia, e nesse caso quem cometeu um ato passivel de punição, foram os agressores.Estamos vivendo um novo tempo, o de que cada um pode fazer o que quiser com sua vida, sem estar infringindo lei alguma.Seja gay, hetero, ou adultero.É o seculo XXI.Acordem
 
Paulo Tarso em 30/08/2011 12:04:44
Quero ver se o filho ou a filha dele fosse homo? o que ele iria falar, isso é comportamental. Ninguém nasce sendo homo, ou então a ciência esta errada????. preconceito não!! de nem um lado, tenho que respeitar eles, mas, eles também tem que me respeitar...como os filmes e os programas tudo vem como indicação pras crianças, agora esse feitosa vem falar que é livre a manifestação de carinho entre pessoas do mesmo sexo: vc ta de brincadeira.
 
carlos vilagran em 30/08/2011 11:11:01
É típico dos preconceituosos iniciarem seus comentários com "Eu não sou preconceituoso" e logo em seguida contrariarem totalmente sua primeira frase....KKK! Seria cômico se não fosse trágico!!
 
Maria Nunes em 30/08/2011 10:40:43
Fico estarrecida com a Hipocrisia, o que tem o beijo gay ?!! , quem é melhor que quem??? falso moralismo!
 
Aline Benitez Brum em 30/08/2011 09:48:08
Não sou preconceituoso, mas também não apóio.
Para mim, isso é um disturbio comportamental que deveria ser tratado como tal, se isso fosse normal como todo mundo fala, porque então Deus não fez 4 tipos sexuais ao invés de 2, sim, porque ele não fez Homem, Mulher, Gays e Lésbicas? Simplesmente porque esses dois ultimos surgiram da perversão dos dois primeiros, e isso é fato!!!
Isso é pura perversão sexual sim, concordem ou não, me expliquem então o porque de não sairam do ventre da mãe já como gays ou lésbicas e decidiram isso depois de entender o que é sexo?
O mundo tá caminhando para um lado que chega a dar medo, cada vez mais nossas crianças entrando na vida sexual mais cedo, e cada vez mais surgindo novos "tipos sexuais", e o pior, todo mundo acha isso normal, é o fim mesmo!!!
 
Sergio Padilha Ohland em 30/08/2011 09:29:32
Antes de mais nada, não sou preconceituoso, mas tenho opinião contrária aos demais comentários feitos aqui nesta matéria. A cada dia que passa, essas pessoas estão cada vez "mais protegidas", e com isso, essas pessoas se sentem cada vez mais livres para fazerem o que quiserem. Pode existir lei que não proiba o beijo gay em público, pode também até ter a compreenção das pessoas que presenciam tal ato, mas o que todos deveriam levam mas em consideração são os princípios cristãos, a moral, o respeito ao próximo. Imagine a situação de um pai ou uma mãe que esta com seu filhinho andando na rua e a criança vê uma coisa dessas, o que o pai desse menino fala para seu filho? O constrangimento de se presenciar tal cena é tanta quanto de presenciar uma cena de sexo e ter que explicar para um filho, ao menos, ter que explicar a uma criança que viu uma cena de sexo não será algo muito difícil, pois trata-se de um ato NORMAL e COMPLETAMENTE NATURAL DA ORDEM DA VIDA.
Eu não concordo com essa abertura e desvalorização a moral de todos e acho que deveriam ter um pouco mais de respeito ao próximo sim.
 
Fabio Augusto em 30/08/2011 09:16:57
Depende, se estivessem dando uns amassos na frente de todos pode ser caracterizado como beijo lascivo, e independente de ser por heterosexual ou homosexual, PODE, ser classificado como ato obsceno (Código Penal, art. 233), já se for um beijo efêmero (selinho, por exemplo, sem demonstrar lasciva (ardente desejo), não tem tipificação seja entre homens e mulheres, ou entre homosexuais.
Porém eu entendo que a conduta, deve ser adequada em qualquer lugar que esteja, ainda mais para não despertar prematuramente sexualidade de crianças que possam ter no local.
Além do mais por estarem na casa de outra pessoa convém, é educado, e importante para as condutas sociais RESPEITAR OS COSTUMES DO DONO DA CASA. Ou por exemplo se for em uma casa no Japão deve tirar os sapatos na porta, se for em país Árabe, mulheres devem usar lenço, independente de seu costume se você não esta em sua casa, respeite o direito dos outros, ou fique na sua casa.
Para botar um pouco de lenha na fogueira vou deixar uma frase de um amigo que reflete a mudança de costumes: "Sou do tempo que matar passarinho era bonito e dar a bunda era feio". - Concordo com ele...
 
Mauro Reis em 30/08/2011 09:12:42
olha vamos ser realista vamos largar de hipocrisias na casa de pessoas de bem pessoas serias jamais vão aceitar esse tipo de comportamento.faz uma enquete entre os deputados que fizeram essas leis valendo tudo entre casais gays se na casa deles pode esse tipo de comportamento entre homens do mesmo sexo.
 
paulo costa em 30/08/2011 08:57:12
Na minha opinião, as pessoas que se incomoda como esse tipo de comportamento, é porque estar tendo caso escondido e fica com inveja. O infeliz sempre fica cuidando da vida dos outros. Parabens ao Delegado que pareceu ser um cara bem esclarecido.
 
luiz alves pereira em 30/08/2011 08:48:09
Concordo com o Fabiano, não se pode mais admitir esse tipo de preconceito e restrições, independente de opção sexual.
 
Luiz Alves em 30/08/2011 08:09:53
antes de tudo o casal deveria saber se os donos da casa eram preconceituosos ou não, melhor seria beijar em area publica, o que não é proibido em nenhum lugar do país. E desde quando beijo gay em público é importunação? nunca ouvir falar uma besteira dessas.
 
francisco prado em 29/08/2011 11:19:31
Ainda que fosse em festa de livre acesso, a manifestaçao afeto entre pessoas do mesmo sexo está amparada pela Lei Estadual n. 3157/205.
 
Fabiano Feitosa em 29/08/2011 08:02:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions