A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

26/10/2016 11:54

Destroços de avião que caiu no Pantanal serão analisados na Capital

Renata Volpe Haddad
Destroços do avião que caiu em Miranda, em local de difícil acesso, serão encaminhados para Campo Grande. (Foto: Divulgação)Destroços do avião que caiu em Miranda, em local de difícil acesso, serão encaminhados para Campo Grande. (Foto: Divulgação)

Depois de um mês da queda do avião em Miranda - distante 201 km de Campo Grande, que matou o piloto Marcos David Xavier de 34 anos, a última perícia no local do acidente foi realizada ontem (25). Destroços recolhidos serão encaminhados para Campo Grande, onde passarão por análise.

Veja Mais
Corpo de piloto que morreu em queda de avião no Pantanal é encontrado
Piloto de 34 anos estava em aeronave que caiu em fazenda no Pantanal

O local onde o avião caiu é de difícil acesso, sendo necessário auxilio de helicóptero para a perícia chegar a área, que estava alagada no dia do acidente. Ontem, parte do local já estava seco, mas a ida até lá só foi possível com uso de trator e de retroescavadeira.

Técnicos do Ceripa 04 (Centro Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes), delegacia especializada em combate ao crime organizado, contaram com ajuda de funcionários da fazenda Novo Horizonte e outras próximas.

Existe a hipótese de que o avião pode ter passado por manutenção em oficinas irregulares de Campo Grande. 

Apesar do trabalho inédito entre Policia Civil e Ceripa 04, as investigações são independentes, e o centro, vai trabalhar para identificar os motivos da queda e atuar na prevenção de novos acidentes, a polícia civil por sua vez vai identificar possíveis culpados.

Última perícia nos destroços do avião no local onde caiu, foi realizada ontem (25). (Foto: Divulgação)Última perícia nos destroços do avião no local onde caiu, foi realizada ontem (25). (Foto: Divulgação)

Queda - O avião de prefixo PT-VKY, modelo Embraer EMD-810 Sêneca III saiu de Campo Grande com destino a Miranda, no dia 19 de setembro. Estavam na aeronave o piloto Marcos David Xavier de 34 anos e mais 05 passageiros que ficaram na fazenda BR PEC.

Ao voltar para Campo Grande depois de pouco mais de 20 minutos de voo, por motivos que ainda estão sendo investigados o avião se desmanchou no ar, perdendo primeiramente uma das asas e logo após a segunda. A aeronave caiu em uma aérea alagada, de difícil acesso e de barriga pra cima.

O piloto era considerado experiente e há mais de 10 anos prestava serviços particulares e para a empresa MS Táxi Aéreo.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions