A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

11/12/2014 19:55

Dois índios são mortos em tiroteio e outro está desaparecido

Liana Feitosa

Dois índios foram mortos durante uma confusão que gerou tiroteio na aldeia Alves de Barros, região de Porto Murtinho, município a 431 quilômetros de Campo Grande. Segundo a Polícia Civil de Bodoquena, os homens, um de 42 anos e outro de 26, deram entrada no hospital da cidade por volta das 15h de hoje (11).

Veja Mais
Pajero com 5 passageiros sai da pista, capota e “sobe” em poste de energia
Mãe para velório e retira corpo da filha ao descobrir tentativa de aborto

O Campo Grande News entrou em contato com o hospital para confirmar as mortes, mas, segundo eles, somente um dos homens deu entrada. Ademir Matchua, 42 anos, cacique da aldeia, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. 

As informações passadas pela polícia e pelo hospital estão desencontradas, mas até o momento há indícios de que, além de Ademir, outro índio morreu e um terceiro está desaparecido, o líder indígena Ambrósio da Silva.

Além disso, nem o hospital, nem a polícia, sabem indicar o paradeiro do homem de 26 anos que também teria morrido. De acordo com a polícia de Bodoquena, ainda não é possível levantar mais detalhes sobre o fato, pois familiares das vítimas ainda não procuraram a polícia, já que que estão no funeral.

Conforme a polícia, apesar da proximidade da aldeia com a cidade de Bodoquena, o caso será encaminhado para Porto Murtinho, já que a aldeia pertence a essa cidade.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions