A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

15/09/2014 10:04

Dono de cachorro ferido a tiros acusa vizinho pelos maus-tratos

Luciana Brazil
Na imagem é possível ver o rosto ferido pelo tiros. O cão ainda quebrou a perna quebrada. (Foto: Chapadense News)Na imagem é possível ver o rosto ferido pelo tiros. O cão ainda quebrou a perna quebrada. (Foto: Chapadense News)

Um homem foi abordado ontem (14), pela PM (Polícia Militar), no Bairro Planalto, em Chapadão do Sul, a 321 quilômetros de Campo Grande, suspeito de ter ferido com tiros de festim um cachorro da raça fox paulistinha. De acordo com o site Chapadense News, a polícia foi acionada e o suspeito, que não teve a identidade revelada, foi levado para um posto da PM para esclarecer os fatos pelo crime de praticar atos de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos, nativos ou exóticos, conforme a lei.

Veja Mais
Estado de saúde de menino abusado por adolescentes é considerado grave
Usina de energia deve gerar R$ 65 milhões de receita ao ano para o município

O dono do animal, o pedreiro Dalmir Belchior Divino, afirmou que o cão quebrou uma das pernas por causa do ataque. O suspeito não deixou que a PM entrasse em sua residência para procurar a arma, alegando que os policias não tinham mandado de busca e apreensão. O pedreiro afirmou que seu pai viu o suspeito atirar no animal. Segundo ele, o homem é suspeito de outros crimes semelhantes no bairro.

O delegado da Polícia Civil, Danilo Mansur, disse ao Campo Grande News que o suspeito não foi preso porque não foi pego em flagrante. "Agora ele será investigado e se for comprovado que cometeu o crime, vai responder pelo inquérito". A pena para maus-tratos de animais pode chegar a um ano de detenção.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions