A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

16/09/2013 11:57

Duas crianças sofrem estupro em Dourados e bebê de seis meses acaba morrendo

Luciana Brazil

Um bebê de seis meses e uma menina de três anos foram vítimas de estupro no último fim de semana, em Dourados. O bebê indígena teve hemorragia e ferimento nos órgãos sexuais e acabou morrendo. O laudo de necropsia confirmou o abuso sexual. A criança chegou a ser internada no sábado (14), mas não resistiu aos ferimentos e morreu ontem (15).

Veja Mais
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas
Pajero com 5 passageiros sai da pista, capota e “sobe” em poste de energia

A mãe do bebê, que mora na aldeia Jaguari, em Amambai, disse à polícia que a criança tinha sofrido uma queda. Ainda não há informações sobre o suspeito pelo crime. O caso foi registrado como morte a esclarecer.

Já a menina de três anos, que mora na reserva indígena de Dourados, deu entrada no hospital e sobreviveu ao abuso sexual. De acordo com o site Dourados Agora, um adolescente da reserva é o suspeito pelo crime.

Segundo a polícia, a criança estava na casa de uma vizinha, junto com a mãe. A menina teria sumido e retornado com a calcinha manchada de sangue. O suspeito teria levado a menina até um barracão, onde abusou dela.

A Polícia Civil de Dourados investiga os casos. 




Alex André de Souza, quanto preconceito hein meu querido! Só porque ocorreu em uma "aldeia" o culpado é um "cigano"?? Aldeias são de índios, acampamentos são de ciganos, só que isso não vem ao caso, o mais importante é esclarecer a situação, quem cometeu o crime e porque a mãe acobertou, no caso da criança de 6 meses, já a de 3 anos já se tem um suspeito. Procure se informar um pouco mais antes de apontar um "provável" culpado, lhe caberia um belo processo, já existem leis que amparam o povo cigano. Respeite e se informe.
 
FERNANDA GOMES DE SOUZA em 17/09/2013 08:36:21
Nossa que absurdo deveria prender pais, pois uma criança 03 aninho e um bebe como pode estar tao livres para essas barbaridades, culpado sao pais que parecem tao ingênuos nao ´percebem que criança tem estar 24 horas sobre olhos de um responsável, e esse que fez isso deveria ser linchado porque isso nao é humano é um monstro, crápula. que a justiça localize este homem.
 
Rosilene Leonel em 17/09/2013 08:07:56
Já é hora da presidente da FUNAI - Sra. Maria Augusta Boulitreau Assirati
Telefone: (61) 3247-6005 - solicitar ao Estado, instalação de um delegacia de polícia nas aldeias, onde crimes hediondos como estes, sejam apurados de forma rápida e satisfatória. Que Deus acolha a vida deste bebê e que as autoridades - todas - se esforcem para colocar este bandido, criminoso, safado na cadeia. E que lá passe por todas as dores que ele fez a bebê passar.
 
FRANK RAMOS em 16/09/2013 14:35:08
" O caso foi registrado como morte a esclarecer." Se ambos os casos se deram em aldeias o provável estuprador deve ser um "cigano"
 
Alex andré de souza em 16/09/2013 13:50:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions