A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

17/07/2012 18:48

Em menos de um ano, adolescente de 14 anos é apreendido três vezes por tráfico

Paula Vitorino
Droga e arma foram apreendidas com adolescente. (Foto: Divulgação)Droga e arma foram apreendidas com adolescente. (Foto: Divulgação)

Adolescente de 14 anos foi apreendido nesta terça-feira (17) com 3,4 gramas de crack e revólver calibre 38. Esta é a terceira vez que ele é detido por tráfico de drogas em menos de um ano.

Veja Mais
Vereador é internado após AVC e boatos de morte causam confusão
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas

O adolescente foi flagrado com a droga já preparada para venda, dividida em 16 “paradinhas”. O revólver estava com duas munições intactas.

Ele confessou ter comprado 50 gramas de crack e dividido em 105 paradinhas para vender a R$ 10 cada. A Polícia não encontrou dinheiro com o garoto.

A primeira apreensão do adolescente foi em agosto de 2011. Ele ficou detido até setembro do mesmo ano, mas voltou a praticar o crime e foi flagrado em maio deste ano. Nos três casos ele foi apreendido por tráfico de drogas.




Se fosse na Inglaterra, Japão ou Singapura, Países considerado de 1º mundo, que o Direitos humano trabalha com igualdade de diretos, com certeza esse menor não teria feito issso a 2ª vez. Mas para modificar o ECA, será preciso Parlamentares de qualidade e não esses que ai estão. E em País sério as leis são para todos, todos que compoem a sociedade do País.
 
luiz alves em 18/07/2012 08:19:51
O que as autoridades estão esperando para tomarem uma providencia?
Que ele cometa um homicidio, talvez?
Pois se ele anda armado, ou o revolver é de brinquedo?
Ha ele é "DI MENOR" então pode.
 
Jorge Miranda em 18/07/2012 07:37:32
A atual legislação beneficia a criminalidade.Se eu fosse policial nem perderia meu tempo atras de menores. Afinal eles sempre retornam rapidamente ao crime.
 
Cristina Veiga em 18/07/2012 06:50:39
É por essas e outras que eu digo e repito: O ECA (Estatuto da Criança e Adolescente) necessita de urgentíssimas mudanças. Esses "marginais mirins" deveriam ser equiparados aos seus pares adultos.
 
Fernando Silva em 17/07/2012 07:31:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions