A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

07/11/2013 12:04

Entidades querem acompanhar reintegração de posse em Japorã

Aliny Mary Dias

Diante da possibilidade de uma ação policial para retirar os indígenas guarani-kaiowá que ocupam a fazenda Chaparral, localizada em Japorã, as entidades que defendem os direitos dos indígenas enviaram ofício à Polícia Federal para que uma ação só seja realizada com o acompanhamento das entidades.

Veja Mais
Cinco pessoas são atingidas por raio em colheita de cana e uma morre
PRF apreende carreta com 250 kg de agrotóxicos contrabandeados do Uruguai

O documento foi assinado nesta quarta-feira (6) por 10 entidades e comissões de direitos humanos de Mato Grosso do Sul.

O texto pede que sejam seguidas as determinações presentes no Manual de Diretrizes Nacionais para Execução de Mandados Judiciais de Manutenção e Reintegração de Posse Coletiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

A documentação encaminhada à delegacia de Polícia Federal de Naviraí, responsável pela região de Japorã, afirma que os indígenas têm sido vítimas de violações durante as ações de reintegração de posse no Estado.

“A Comunidade Indígena Guarani de Ivy Katu está com ordem judicial para ser cumprida a
qualquer momento pela Policia Federal. Portanto, faz-se necessário impreterivelmente que a autoridade policial competente, antes de iniciar o cumprimento da ordem judicial, proceda ao estabelecido no Manual em comento fazendo as comunicações necessárias aos órgãos do governo e sociedade civil”, afirma o texto.

As entidades que assinam os documento são: Comissão de Direitos Humanos da OAB/MS, Comissão Pastoral da Terra-MS, Comissão Permanente de Assuntos Indígenas da OAB/MS, Comitê Nacional de Defesa dos Povos Indígenas, Conselho Indigenista Missionário, Comissão Regional de Justiça e Paz, Centro de Defesa da Cidadania e dos Direitos Humanos, Conselho Regional de Psicologia, Ong Azul e Conferência de Religiosos do Brasil.

A decisão do dia 31 de outubro concedeu liminar aos donos da Fazenda Chaparral. O processo começou a tramitar no dia 29 de outubro na 1ª Vara da Justiça Federal em Naviraí.

Cinco pessoas são atingidas por raio em colheita de cana e uma morre
Um trabalhador rural identificado como Abmael Fernandes dos Santos, de 30 anos, morreu na tarde desta quarta-feira (7) ao ser atingido por um raio en...
Autores de 'arrastão' são presos após perseguição de moto; veja o vídeo
"Desculpem os palavrões, mas há situações em que a gentileza não é prioridade". Assim a Getam (Grupamento Especial Tático de Motos) publicou nesta qu...



Por que os representantes dessas entidades não levam esses índios para suas casas? Aí eles vão sentir na pele o quê os produtores passaram ou passam.
 
roberto lopes em 07/11/2013 21:41:16
Interessante que quando os índios entraram na Chaparral e quebraram todo o interior da sede da fazenda nenhuma dessas comissões/ONGs se manifestaram de forma neutra. Se resumiram a negar os fatos.

Quem trabalha junto aos índios, em campo, como os Policiais Federais e os fazendeiros sabem como agem de fato os indígenas: na cabeça deles as leis não valem, nem a Justiça nem a ppolícia mandam, a propriedade privada é desrespeitada, bem como o direito de ir e vir das pessoas nas regiões de conflito...

Índio aculturado, que tem moto, celular deve ser tratado igual a qualquer um de nós.

Por fim, deixo uma pergunta: deixemos as terras que reivindicam com os índios, e depois? vão plantar o quê? que atividade produtiva efetivamente exercerão? continuar no mato em cabanas de lona é o seu destino?
 
José Gomes em 07/11/2013 14:32:26
Acho muito engraçado essas entidades, eles invadem, destroem, ameaçam e batem expulsam e quando são obrigados a sair, por ordem judicial, ai elas aparecem como se eles fossem pobres coitados...não questiono a exigencia, mas a invasão, os"brancos" tem que esperar a justiça determinar, que eles tambem.... chega desse protecionismo idiota!!
 
Caio Prado em 07/11/2013 12:49:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions