A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

12/11/2014 20:24

Escolas e moradores de três bairros enfrentam falta d'água há três dias

Liana Feitosa
Para Stephanie, fazer atividades domésticas tem sido difícil, principalmente lavar louça. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)Para Stephanie, fazer atividades domésticas tem sido difícil, principalmente lavar louça. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Desde o início da semana moradores de parte de Corumbá estão sem água. A escola Cássio Leite de Barros precisou liberar alunos mais cedo hoje (12) por causa do problema. “Pela manhã percebemos que água não estava caindo no bebedouro. Então, fiz uma comunicação interna para a secretária de Educação sobre a situação e ela, prontamente, acionou a Sanesul", contou a diretora Clarice de Jesus Ortiz ao jornal Diário Corumbaense.

Veja Mais
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas
Pajero com 5 passageiros sai da pista, capota e “sobe” em poste de energia

"Recebi aqui na escola o técnico da empresa de saneamento que constatou o problema. Liberei os alunos mais cedo por conta disso. Na parte da tarde recebemos um caminhão-pipa que abasteceu a escola e não foi preciso liberar também os alunos do vespertino”, explicou.

O problema afeta a parte alta de Corumbá. Na escola municipal Clio Proença, segundo relatos de pais, também houve problemas de desabastecimento. Segundo uma funcionária, a diretora-adjunta, que estava na unidade de ensino, informou que o problema era exclusivo da Sanesul, e não da escola.

Situação antiga - De acordo com Gisele Chaves Lara, 33 anos, mãe de alunos da instituição, o problema ocorre há alguns dias. “Esse problema não é de hoje. Além de não ter água, tenho que parar os afazeres para buscar as crianças na escola, porque eles ficam sem um horário certo para serem liberados”, relatou ao mesmo jornal.

Em alguns casos, moradores precisam da ajuda de vizinhos para poder ter água em casa. Em outros casos, é preciso fazer “vigília” para encher os reservatórios. “Aqui na rua de casa é sempre assim, sempre falta água e temos que sair com galões e ir à casa da vizinha, que fica mais pra cima, e encher", afirma Stephanie Aparecida Ferreira Ramos.

"É difícil viver assim porque temos criança pequena e nós mesmos precisamos tomar banho para ir trabalhar. Lavar louça tem sido difícil, fora as outras atividades domésticas”, completou. De acordo com o Diário Corumbaense, há desabastecimento nos bairros Nova Corumbá, Loteamento Pantanal e Guátos.

Sanesul - Conforme a assessoria de imprensa da Sanesul, a queima de uma peça provocou a interrupção no abastecimento. A substituição foi feita e o fornecimento deveria ser normalizado nesta quarta-feira, mas uma queda de energia elétrica interrompeu o bombeamento para os reservatórios da parte alta da cidade. O serviço já foi restabelecido e a previsão é regularizar o fornecimento até a madrugada desta quinta-feira (13).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions