A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

22/02/2014 09:01

Estudante ataca quadro de luz de escola com canivete e tem dedo amputado

Aliny Mary Dias

Um jovem de 22 anos viveu horas de fúria na noite de ontem (21), acabou se ferindo e precisou amputar um dos dedos da mão. O caso ocorreu na Escola Municipal Bernadete Teixeira, em um assentamento rural de Batayporã, distante 311 quilômetros da Capital.

Veja Mais
Homem é preso com maconha escondida em banco de carro na MS-134
Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira

Conforme o registro da ocorrência, Wagner Maria Inácio estava na escola e por volta das 21 horas decidiu danificar o quadro que comanda o sistema elétrico da quadra poliesportiva da escola.

O jovem usou um canivete para cortar os cabos, mas acabou se machucando. Pessoas que estavam na escola socorreram Wagner e ele foi encaminhado para o hospital da cidade. Em razão dos graves ferimentos, o rapaz teve um dos dedos amputados depois de passar por cirurgia.

A Guarda Municipal estava no local e repassou o fato para a Polícia Civil. O caso foi registrado como dano qualificado a patrimônio da união e lesão corporal dolosa na delegacia de polícia de Batayporã. O canivete usado foi apreendido e o jovem permanece internado.

Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...
Concurso Beleza Negra acontece na próxima sexta-feira em Dourados
A cidade de Dourados - que fica a 233 km de Campo Grande - recebe na próxima sexta-feira (9), a partir da 19h, a primeira edição do Concurso Beleza N...



achou o que tava procurando esse vandalo,ainda bem que não morreu senão iria dar mais trabalho a familia,que sirva de lição a outros vandalos destruidores de patrimonio publico
 
laura roberta em 22/02/2014 13:10:53
É por isso que dizem que: " Deus escreve certo, em linhas tortas".
 
paulo neres carvalho em 22/02/2014 10:48:28
Ainda bem que feriu a si mesmo, poderia ter sido bem pior se num momento de fúria, ele ferisse outras pessoas. É necessário repensar a segurança dentro das escolas, é muito fácil para as pessoas mal intencionadas entrarem com objetos que possam ferir e até mesmo matar outras, e com as leis de proteção ao menor, eles sequer respondem se matarem uma pessoa.
 
Maria Silva em 22/02/2014 10:41:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions