A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

22/10/2011 15:26

Estudantes da UFMS protestam contra fechamento do curso de História

Paula Vitorino

Manifestação aconteceu em três cidades e pede que curso de História em Nova Andradina continue aberto

Acadêmicos protestaram contra fechamento do curso de História em Nova Andradina. (Foto: Vale do Ivinhem Agora)Acadêmicos protestaram contra fechamento do curso de História em Nova Andradina. (Foto: Vale do Ivinhem Agora)

Acadêmicos do curso de História da UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) protestaram na manhã deste sábado (22), simultaneamente, nos municípios de Nova Andradina, Batayporã e Ivinhema.

Com apitos, faixas e nariz de palhaço, vários acadêmicos foram para as ruas defender a permanência do curso no campus de Nova Andradina. Eles acusam a reitoria de “manobra pública por interesses particulares” para retirar o curso.

“A reitora está mentindo quando diz que vai trazer para Nova Andradina o curso de Arquitetura e Engenharia. Ela não está conseguindo nem manter direito o curso de História”, desabafa o acadêmico Samuel Macedo do 4ª semestre do curso de História.

Os acadêmicos também coletaram assinaturas em prol da permanência do curso. Durante a manifestação, os alunos das três cidades se comunicavam sobre as ações em cada local.

O protesto em Nova Andradina movimentou o centro da cidade, envolveu os transeuntes e também recebeu o apoio de um carro de som, que circulou pelas principais ruas.

O acadêmico do quarto semestre de História, Michel Gomes, diz que os estudantes estão revoltados com a manobra da reitora, pois o curso de História de Nova Andradina recebeu nota 4 do MEC (Ministério da Educação e Cultura), dentro de um conceito que vai de 0 à 5.

“Nosso curso é o único de Ciências Humanas aqui na região, com uma nota ótima. O mais qualificado da UFMS. Então, a gente não entende o porquê deste trabalho para destruir um curso de qualidade e que, em muito, vai ajudar a região”, disse.

De acordo com o site Vale do Ivinhema Agora, a reportagem procurou o diretor do Campus, professor Marcelino Andrade, e o questionou sobre esta iniciativa da reitoria. Ele disse ao jornal que não sabia de nada e que, se houvesse alguma decisão neste sentido, ela iria se concretizar.

O curso de História está instalado no Campus de Nova Andradina, município com uma população de pouco mais de 46 mil habitantes. O campus recebeu os cursos de História e Geografia como uma das grandes conquistas para a região na área da educação. Poucos anos depois, o curso de Geografia está praticamente extinto no campus e o de História seriamente ameaçado. (Com informações do site Vale do Ivinhema Agora)

Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...
Concurso Beleza Negra acontece na próxima sexta-feira em Dourados
A cidade de Dourados - que fica a 233 km de Campo Grande - recebe na próxima sexta-feira (9), a partir da 19h, a primeira edição do Concurso Beleza N...



Senhor Secretário,

Eu, o Senhor e o demais gestores do MEC e UFMS somos servidores do Estado Brasileiro. Portanto, temos como principal atribuição atender ao cidadão brasilerio em suas demandas. Assim, rogo que leia, atentamente, esta notícia; acompanhe o desenrolar dos fatos e encaminhe as providências pertinentes, visando garantir a continuidade do Curso de História em Nova Andradina.
 
Célio Nogueira em 26/10/2011 10:25:40
todos solidarios para mudar a realidade de MS. o curso de historia é muito importante, por isso o governo federal apoia a criação de licenciaturas no interior. vocação regional é visao equivocada. o vale do ivinhema merece que esse curso continue.
 
Nilson Jose dos Santos em 25/10/2011 03:18:55
Acho falta de consideração com os alunos. Eles estudam, passam pra universidade e depois perdem o direito dela? Se o plano era acabar com o curso, por que dar continuidade? Que deixasse as turmas que já estão cursando terminar, sem abrir novas, então. Eles esperam que os alunos façam o que? Muito mal organizado. Se não querem assumir as responsabilidades, que passem pra quem quer.
 
Victória Louzada em 24/10/2011 12:32:13
Percebemos com essa noticia o quanto a nossa reitora se importa com o desenvolvimento dos cursos da UFMS, é vergonhoso saber que a manutenção e administração da UFMS está nas mãos de uma pessoa tão descapacitada para o cargo.
O que nos resta agora é lutar para que o curso não se feche e mais importante que isso, para provar para a diretoria que não temos medo de ditadores.
 
Pedro Felipe Baraúna em 24/10/2011 12:24:46
aff..
pra que cancelar o curso se é uma das melhores?


>>>>Isso é reflexo da falta de planejamento e incompetência administrativa da ufms. E ainda querem criar um curso de direito numa cidade que não chega a 20 mil habitantes!!!!... É pacabá!!!!.... Nem rindo dá para engolir mais!
 
Gederson Quintino em 24/10/2011 12:22:58
Um absurdo tremendo a reitoria da faculdade querer tomar uma atitude ridícula desse tipo... As coisas não funcionam assim! Um curso com ótimas notas e sendo o único de ciências humanas da região não pode ser extinto desse jeito e não precisa ser sacrificado em prol de outros interesses! Parabéns aos alunos pela iniciativa e pelo manifesto!
 
Thiago Costa em 24/10/2011 12:17:20
parabéns a todos os acadêmicos que estão envolvidos, e comprometidos com essa manifestação, não podemos deixar que fechem um curso de nota 4, e não vamos nos iludir com promessas vindas da reitoria da UFMS, querem trazer novos cursos para a região? Ótimo, mas ampliem o Campus e não queiram fechar cursos que estão dando certo, graças ao comprometimento dos professores, e dos acadêmicos.
 
Anderson Martinez em 24/10/2011 12:16:52
Atitude desprezível por parte da reitoria ou que assim seja, da reitora. Essa gestão que as "escuras" está definhando o melhor curso de História de toda a UFMS. Agora, perguntem-a o motivo de tal, de se fechar o melhor curso da instituição ( na area) entre outros piores ?
Inveja, questionamento de suas IMPOSIÇÕES. Não sabemos, mas seja como for "cheira" a ilegalidade.
 
Wellington de Lima em 24/10/2011 12:05:57
Toda minha solidariedade aos acadêmicos do curso de História do CPNA e de outros campi da Federal aqui no Estado. Faremos em Novembro uma audiência pública em nosso município para discutir a implantação de novos cursos superiores, bem como, o fortalecimento e manutenção dos que já existem. Conto com a presença de todos vocês!
 
Vicente Lichoti em 24/10/2011 05:05:14
Realmente, a idéia de vocação regional nao condiz com a idéia de universidade, que é ampla e contempla todas as áreas. se fosse pela vocação regional, entao teremos que aprender apenas a lidar com bois? todos os cursos sao importantes. fechar um curso com o argumento de que é pela vocação regional é absurdo, pois o curso é um dos melhores da UFMS e tem alunos de varios estados brasileiros.
 
Romulo Augusto em 24/10/2011 03:51:15
Realmente, devemos unir toda a universidade contra os desmandos e abusos de poder. gritemos juntos: abaixo a ditadura na UFMS.
alunos de história, parabens, pois estão demonstrando que fazer história é, tambem, pintar a cara e sair na rua. vamos juntos construir uma universidade digna. a idéia de vocação regional é atrasada e nao é mais utilizada como argumento por nenhuma universidade no país.
 
Raul dos Santos Alegreti em 24/10/2011 03:47:22
Quem sabe a "nobre" reitora não está oportunizando a Anhanguera a ganhar mais dinheiro abrindo espaço para cursos na área de humanas nas cidades do interior do Estado? Esta UFMS, nesta gestão, está vergonhosa. Parabéns aos estudantes que estão lutando para manter o que eles já conquistaram. Precisam brigar para manter o que têm e trazer mais cursos, afinal a lógica é somar e não tirar o que tem.
 
Angelina Cruz em 22/10/2011 11:06:21
Isso é reflexo da falta de planejamento e incompetência administrativa da ufms. E ainda querem criar um curso de direito numa cidade que não chega a 20 mil habitantes!!!!... É pacabá!!!!.... Nem rindo dá para engolir mais!
 
Marcos Almeida em 22/10/2011 04:26:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions