A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

08/10/2014 22:16

Estudo nacional aponta alto potencial econômico de aeroporto de Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Aeroporto de Dourados aguarda liberação de R$ 36 milhões do governo federal para ampliar pista e outras melhorias (Foto: Divulgação/A. Frota)Aeroporto de Dourados aguarda liberação de R$ 36 milhões do governo federal para ampliar pista e outras melhorias (Foto: Divulgação/A. Frota)

Apesar de ainda não operar por instrumentos e não ter esteira de bagagem, o aeroporto de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, foi classificado como de potencial alto para o desenvolvimento da aviação regional. Ficou na 35ª posição na lista dos 100 melhores. O estudo inédito, intitulado "Ranking dos Aeroportos Regionais: Potencial de Desenvolvimento", foi divulgado na semana passada em São Paulo.

Veja Mais
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Condutor abandona veículo carregado com 800 kg de maconha na BR-163

Conforme a assessoria de imprensa da prefeitura, Dourados é o único aeroporto com potencial alto no Estado. Ficou com índice 31,73, em terceiro no Centro Oeste, atrás apenas de Anápolis e Rondonópolis, e na posição 35 no país.

Elaborado pela empresa de consultoria Urban Systems, o estudo apresenta uma relação dos 100 aeroportos regionais brasileiros com maior potencial econômico e teve como base os complexos aeroportuários que fazem parte do "Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos", do governo federal. Dourados aguarda a liberação de R$ 36,8 milhões desse programa para uma série de investimentos no aeroporto, como ampliação da pista, do pátio de estacionamento de aeronaves e do terminal de passageiros e um novo SCI (Serviço de Combate à Incêndio).

Os cinco primeiros colocados do estudo, com potencial muito alto, são os aeroportos de São José dos Campos (SP), com índice 71,87, Ribeirão Preto (SP), Joinville (SC), Campos de Goytacazes (RJ) e Uberlândia (MG).

De Mato Grosso do Sul aparecem ainda no estudo os aeroportos de Três Lagoas (índice 27,03), Bonito (26,33) e Corumbá (índice 25,02), porém todos com potencial médio. O estudo leva em conta o Índice de Qualidade Mercadológica, feito com base em informações comerciais, urbanísticas, econômicas e infraestruturais dos impactos da atividade aeroportuária na região.

De acordo com presidente da Urban Systems, Thomaz Assumpção, o objetivo do levantamento, além de avaliar o potencial dos complexos, é destacar o papel indutor dos aeroportos na economia regional.

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Sidrolândia comemora aniversário com 'balada cristã' e jogos do Operário
Sidrolândia - cidade localizada a 71 km de Campo Grande - completa no domingo (11) 63 anos de emancipação e vai receber várias atrações para comemora...
Mesmo algemada, mulher usa isqueiro e coloca fogo em viatura policial
Elaine Cristina da Silva de 37 anos foi presa na noite de ontem (8) em Sonora, distante 364 km de Campo Grande, por porte ilegal de arma. Porém, mesm...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions