A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

03/09/2015 19:01

Ex-mulher do atual namorado de professora está entre suspeitos de crime

Delegado disse que mulher foi ouvida na tarde desta quinta-feira, mas ela não é única suspeita; crime foi de pistolagem

Helio de Freitas, de Dourados
A servidora pública Magda Aparecida Gomes Barbosa foi morta quando chegava à escola onde trabalhava (Foto: Reprodução Facebook)A servidora pública Magda Aparecida Gomes Barbosa foi morta quando chegava à escola onde trabalhava (Foto: Reprodução Facebook)

A polícia começou a investigar na tarde desta quinta-feira (3) o assassinato da servidora pública municipal e professora de letras Magda Aparecida Gomes Barbosa, 37, ocorrido de manhã em Ponta Porã, a 366 km de Campo Grande. Magda foi morta com um tiro de pistola calibre 45 no abdômen, quando chegava à Escola Municipal João Carlos Pinheiro Marques, na Vila Aquidaban, periferia da cidade.

Veja Mais
Professora é executada a tiro na porta de escola e na frente de alunos
Pistoleiro executa morador em acerto de tráfico de drogas na fronteira

O delegado titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil, Jarley Inacio de Souza, disse ao Campo Grande News que seis pessoas foram ouvidas hoje à tarde, entre elas uma das suspeitas do crime, a ex-mulher do atual namorado de Magda, com quem a vítima teve divergências. Além dela, foram interrogados parentes de Magda e pessoas que presenciaram o crime.

Entretanto, o delegado afirmou que a mulher não é a única suspeita: “Por enquanto não descartamos nenhuma hipótese. Essa pessoa é uma das suspeitas, mas não é a única”, declarou ele, sem revelar detalhes dos depoimentos “para não atrapalhar as investigações”.

Crime de pistolagem - Jarley Inacio de Souza disse que não restam dúvidas de que Magda foi morta por um criminoso profissional. “Foi um crime de pistolagem”, disse o delegado.

O matador se aproximou de Magda quando ela chegava à escola e atirou em sua barriga, a poucos metros de distância. Depois fugiu em uma moto de origem estrangeira.

O local do crime fica a poucos metros do território paraguaio. Uma capsula de munição calibre 45 foi encontrada ao lado da vítima. O criminoso é um homem de cor parda, magro, alto e usava jaqueta preta.

Magda Barbosa era servidora municipal e na escola trabalhava em serviços gerais, mas também dava aulas, quando precisava substituir outros professores. Ela tinha feito faculdade de letras. A professora era solteira e não tinha filhos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions