A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

15/09/2014 22:46

Falta de prestação de contas da Liesco põem em risco Carnaval 2015

Eduardo Penedo

O tradicional Carnaval de Corumbá pode não ser tão bonito em 2015 como foi nos anos anteriores. A falta de prestação de contas da Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá) para a prefeitura de Corumbá pode comprometer o apoio financeiro do executivo no carnaval 2015.

Veja Mais
Polícia Militar apreende quase meia tonelada de maconha em Bela Vista
Trabalhador rural sofre hemorragia ao ser atacado por vaca em curral

A presidente da Fundação Márcia Rolon, disse ao site Diário Corumbaense, que a demora, por parte da Liesco, em apresentar as contas da terceira parcela já compromete todo o cronograma de repasse financeiro para o carnaval do ano que vem. Dificilmente haverá a liberação antecipada este ano. “Acreditamos que ficará muito difícil passar este ano como fizemos o ano passado, com a primeira parcela, segunda e terceira sendo liberadas com tempo hábil. A Prefeitura, de acordo com o que o prefeito Paulo Duarte determina, se coloca sempre na condição de ser parceira e provamos isso. No primeiro ano, em 20 dias de governo fizemos assinatura do convênio e no dia 25 [de janeiro] estava na conta, foi em menos de um mês. Nos comprometemos em fazer tudo certo com relação aos repasses em 2013 para o carnaval de 2014 e fizemos isso em três etapas, justamente para agilizar a prestação de contas. E estamos em setembro e não se prestou contas. Não tem como culpar a Prefeitura, somos parceiros. O que não podemos, como poder público, é reafirmar convênio com uma entidade que não prestou contas do dinheiro público. Tem que cumprir a legislação, é só o que queremos. É obrigatório, tem que cumprir e prestar contas”, declarou Márcia.

A Fundação de Cultura tem conhecimento, de maneira informal, que duas escolas de samba não repassaram as respectivas prestações de contas para a Liga e por conta disso um novo convênio entre município e Liesco não pode ser assinado, o que compromete o desfile de rua das escolas de samba em 2015.

O repasse total foi de R$ 600 mil em três vezes. A primeira parcela, repassada em dezembro, foi de R$ 150 mil. A segunda parcela, de R$ 225 mil, foi liberada em janeiro e a terceira, também de R$ 225 mil – que ainda não teve contas prestadas –, teve liberação em fevereiro.

Polícia Militar apreende quase meia tonelada de maconha em Bela Vista
A PM (Polícia Militar) de Bela Vista – a 322 km de Campo Grande – apreendeu 454 quilos de maconha na madrugada deste domingo (11). Conforme Boletim d...
Trabalhador rural sofre hemorragia ao ser atacado por vaca em curral
Um trabalhador rural de 41 anos ficou gravemente ferido após ser atacado por uma vaca na tarde deste sábado (10), numa propriedade a beira do Rio Par...
Marido agride esposa e se esconde da polícia na casa do pai
Após agredir a esposa, Gilmar Sousa, de 37 anos, se escondeu na casa do pai no assentamento Itamarati, em Ponta Porã – a 323 km de Campo Grande. Conf...
Homem é encontrado morto com marcas de tiro em calçada de casa
Um homem não identificado foi encontrado morto na madrugada deste domingo (11) em Dourados – a 233 km de Campo Grande. Conforme o Boletim de Ocorrênc...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions