A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

22/10/2015 11:02

Flagrado com cigarro ilegal, homem de 44 anos tem infarto e morre

Morador em Taguatinga tentou fugir de policiais, mas ao ser alcançado passou mal, desmaiou e morreu no hospital

Helio de Freitas, de Dourados
Carros com cigarro contrabandeado foram interceptados por policiais em estrada vicinal (Foto: Divulgação/DOF)Carros com cigarro contrabandeado foram interceptados por policiais em estrada vicinal (Foto: Divulgação/DOF)

Um homem de 44 anos, morador em Taguatinga (DF), teve um infarto e morreu ao ser flagrado com um carregamento de cigarro contrabandeado. O fato ocorreu nesta quarta-feira (21) no município de Maracaju, a 160 km de Campo Grande. Seneval Cardoso de Moura Neto, 44, chegou a ser socorrido com vida, mas morreu logo após chegar ao hospital.

Veja Mais
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais
Reinaldo chega a Dourados para lançamento e entregas de obras

De acordo com o DOF (Departamento de Operações de Fronteira), nesta quarta-feira uma equipe fazia policiamento na BR-267, entre Maracaju e Guia Lopes da Laguna, quando os policiais perceberam um Astra com placa de São Paulo e um Nissan Sentra com placa de Campo Grande. Quando viram a barreira, os condutores tentaram fugir por uma estrada vicinal, mas foram perseguidos.

Os dois abandonaram os carros e entraram na mata, mas foram localizados pelos policiais. Francisco de Lima Carvalho filho, 40, também morador em Taguatinga, conduzia o Astra. Seneval, que dirigia o Sentra, tentou mais uma vez fugir dos policiais, mas foi condito e teria começado a passar mal, com fadiga e muito ofegante.

Ele chegou a dizer aos policiais que era hipertenso e tinha problemas cardíacos. Em seguida desmaiou. A assessoria do DOF informou que os policiais fizeram o procedimento de socorro emergencial por cinco minutos e depois levaram Seneval para o hospital de Maracaju, onde ele chegou ainda com vida, mas morreu minutos depois.

Ainda conforme o DOF, a causa da morte apontada pelo hospital foi “hipertensão arterial sistêmica”.

No carro conduzido por Seneval foram encontradas 31 caixas de cigarro contrabandeado e um rádio transceptor, utilizado para tentar burlar os bloqueios policiais. Já no Astra foram localizadas 29 caixas de cigarro. A carga tinha com destino a cidade de Brasília e foi avaliada em R$ 135 mil.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions