A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

07/08/2015 11:20

Flagrado em vaga de deficiente, prefeito assume erro e diz que é monitorado

Caroline Maldonado
Flagrado em vaga de deficiente, prefeito assume erro e diz que é monitorado
Flagrado em vaga de deficiente, prefeito assume erro e diz que é monitorado

Estacionar em vaga de deficiente, todo condutor sabe, é infração e gera multa de R$ 53,20, além de três pontos na carteira. Ainda assim, muitos são flagrados no ato, mesmo em cidades pequenas com pouco fluxo de veículos, como Guia Lopes da Laguna, a 227 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Câmara cassa prefeito do PMDB por corrupção e defesa vai anular sessão
Prefeito diz que confia em ex-padre acusado de desviar R$ 500 mil de município

Desta vez, o flagrante, registrado em foto por um leitor, mostra o prefeito do município, Jácomo Dagostin (PMDB), cometendo a infração. Questionado sobre o assunto, ele disse que, na pressa, não percebeu que o local era vaga de deficiente e pediu desculpas à população.

“Eu sai da prefeitura já atrasado, fora do expediente e fui, rapidamente, ao banco. Apressado, por descuido, nem percebi que era proibido estacionar ali. Mas assumo que foi um erro meu e peço desculpas se causei transtorno. Além disso, garanto que não vai acontecer mais, com certeza”, justificou o prefeito.

Jácomo acredita que o flagrante seja produto da oposição. “Tenho seis vereadores adversários aqui e eles me monitoram 24 horas por dia. Eu faço o meu trabalho corretamente e, neste caso, que cometi um erro, assumo”, finalizou.

Segundo a agência do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do município, a fiscalização é feita pelo batalhão de trânsito da Polícia Militar e, em geral, há muitos flagrantes de pessoas que estacionam em local proibido, em especial vaga de deficiente e de saída e embarque.

Prefeito – Jácomo teve o mandato cassado pela Câmara Municipal, no início dessa semana. Ele é suspeito de ser conivente no esquema de corrupção envolvendo o ex-secretário de Assistência Social, Administração e de Saúde do município, Edivaldo Soares Pereira, acusado de fraudar licitações e desviar R$ 500 mil. Jácomo foi reconduzido ao cargo ainda nesta semana.

Leitor percebeu infração e registrou em foto (Foto: Direto das Ruas)Leitor percebeu infração e registrou em foto (Foto: Direto das Ruas)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions