A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

25/03/2015 07:33

Funcionário de escola há 20 anos rouba doações da Receita Federal

Caroline Maldonado
Produtos furtados foram levados à delegacia e serão devolvidos à escola (Foto: Diário Corumbaense)Produtos furtados foram levados à delegacia e serão devolvidos à escola (Foto: Diário Corumbaense)

Há cerca de 20 anos trabalhando na Escola Estadual Dom Bosco, em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, um funcionário abusou da confiança e roubou diversos itens doados pela Receita Federal, em fevereiro deste ano. Alguém disse à polícia que viu o homem, cujo o nome não foi divulgado, presenteando uma pessoa com uma chapinha.

Veja Mais
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais
Reinaldo chega a Dourados para lançamento e entregas de obras

Na casa do suspeito, no bairro Previsul, os policiais encontraram boa parte dos produtos, segundo a delegada responsável pelo caso, Joilce Ramos, ouvida pelo jornal Diário Corumbaense. “A princípio, ele negou o furto, mas depois de muita conversa, acabou confessando e nos entregou o material, que por sinal estava esparramado pela casa. Em um pequeno quarto, encontramos uma parte, a outra, estava em outros cômodos, e inclusive, estavam sendo usados por ele e pela esposa”, detalhou.

Foram encontrados brinquedos, alto-falantes, videogames, chapinhas, secadores de cabelo, módulos veiculares, impressora, itens de cozinha, ferramentas de construção, centrífuga, uniformes da escola Dom Bosco e tablets, entre outros.

O ladrão será indiciado por furto, que prevê pena de um a 4 anos de prisão, com acréscimo pelo abuso de confiança, mas responderá em liberdade, porque não houve flagrante, conforme a delegada. Ele trabalhava nos serviços gerais da escola e contou que aproveitou de uma obra no local para ter acesso a uma caixa onde ficavam as chaves. Em um final de semana, o homem furtou os produtos. Ele disse que não contou com o auxílio de nenhuma outra pessoa.

A delegada suspeita que o funcionário tenha vendido parte dos itens furtados, pois muitos não foram recuperados. Foram furtados onze videogames, mas somente três foram recuperados, de acordo com a delegada, que pede a população para informar sobre suspeitos de tererm recebido o material, pelo telefone 3234-9900 ou, pessoalmente e de forma anônima, na delegacia, na Rua Major Gama, antigo prédio do Fórum.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions