A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

03/09/2011 07:45

Gasolina começa a ficar escassa nos postos de combustível em Dourados

Marco Antonio Brito
A falta de etanol anidro, que é misturado à gasolina, começa a afetar o abastecimento. (Foto: João Garrigó)A falta de etanol anidro, que é misturado à gasolina, começa a afetar o abastecimento. (Foto: João Garrigó)

Os postos de combustíveis, no município de Dourados, já começam a sentir os reflexos da escassez de etanol anidro, que é misturado a gasolina. O crescimento da demanda no abastecimento e a escassez do produto, está fazendo com que a gasolina comece a ficar com estoques reduzidos nos postos da cidade.

O consumidor ainda não percebeu a falta, segundo o vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Petróleo, Tarso Moro Rosa. Mas, segundo ele, os donos de lpostos já estão enfrentando dificuldades para repor os estoques porque as distribuidoras, responsável pelo fornecimento do produto, já não estão tendo gasolina suficiente para comercializar.

Na bandeira Petrobrás, a maior do Brasil, o problema teria começado em abril e vem se agravando desde então. A estatal, segundo o sindicato, não estaria conseguindo atender a totalidade das cotas de gasolina acertadas com as distribuidoras. Os problemas, porém, têm sido pontuais e localizados, segundo Tarso Rosa.

A demanda por gasolina bateu recorde no País, enquanto o consumo de etanol hidratado caiu vertiginosamente. Em Dourados, por exemplo, 80% da procura nos postos é por gasolina. Além disto, o preço do litro do etanol hidratado subiu 30,8% este ano, fazendo com que chegasse ao pico de R$ 2,3 nas bombas.

"O consumidor fez as contas e viu que não vale mais a pena abastecer com álcool, que rende 70% da gasolina", diz Tarso. Por conta da mistura de 25% de etanol anidro, a gasolina também subiu 7,5% deste o início do ano. “O problema é que a gasolina tem tido aumentos constantes”, ressalta Tarso, lembrando que ontem (02) o produto teve um novo aumento, de R$ 0,04. Ele acredita, no entanto, que a partir de outubro, quando será reduzida a mistura de etanol na gasolina de 25% para 20%, as dificuldades diminuam.

Produção - Dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP) mostram que o crescimento da produção de gasolina não tem acompanhado o consumo. Em 2010, a produção de gasolina cresceu 8,8%, enquanto o consumo aumentou 17,4%, graças às vendas recordes de veículos. O crescimento da produção de etanol também não ocorreu no ritmo da demanda.

Alguns fatores prejudicaram a produção de etanol, o que provocou forte alta de preços nos últimos meses. Com a recuperação das cotações do açúcar no mercado externo, os usineiros optaram por reduzir a produção de etanol e transformar a cana em açúcar. Problemas climáticos também reduziram as duas últimas safras de cana.

(Com informações do site Dourados Agora)




Tudo o que está acontecendo e pela falta de planejamento dos governantes deste pais e o pior é que quem paga caro por isso é a população........
Para o pais crescer é preciso primeiro planejamento...........
 
Junior Pereira em 03/09/2011 05:38:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions