A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

02/09/2015 16:39

Homem de 55 anos é terceira pessoa a morrer com dengue na cidade em 2015

De acordo com a saúde pública, paciente tinha infecção bacteriana no coração, mas dengue contribuiu para a morte, ocorrida no dia 18

Helio de Freitas, de Dourados
Mutirões de limpeza continuam nos bairros, mas número de casos de dengue continua aumentando em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)Mutirões de limpeza continuam nos bairros, mas número de casos de dengue continua aumentando em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)

Doze pessoas já morreram com dengue neste ano em Mato Grosso do Sul, confirmou nesta quarta-feira (2) o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde. A 12ª morte ocorreu em Dourados, a 233 km de Campo Grande. O número de casos notificados da doença chegou a 29.638 até hoje.

Veja Mais
Casas fechadas com foco de dengue viram armadilha para os vizinhos
No inverno e com tempo seco, dengue causa a 11ª morte no Estado

A terceira vítima da dengue em Dourados é um homem de 55 anos, que morreu no dia 18 de agosto. De acordo com o gerente do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Devanildo de Souza, o paciente tinha endocardite bacteriana, uma infecção no coração, mas a dengue foi decisiva para a morte. O homem morava no BNH 4º Plano, na zona sul da cidade.

“O paciente foi internado no dia 18 de julho, inicialmente em decorrência do problema coronariano, já que ele tinha passado por uma cirurgia há uns 15 anos, para válvulas no coração. Durante a internação o médico pediu um exame e foi confirmada a dengue. A partir daí fizemos um levantamento nos hospitais por onde ele passou e comunicamos à Secretaria Estadual de Saúde como morte em decorrência de dengue”, afirmou Devanir ao Campo Grande News.

Segundo ele, apesar de a morte estar relacionada à dengue, o caso é diferente dos outros dois confirmados neste ano em Dourados, em que as vítimas, duas mulheres de 28 e 26 anos, morreram a doença. “Neste caso a dengue contribuiu, mas a causa da morte foi a infecção no coração”.

As outras mortes por dengue confirmadas neste ano ocorreram em Campo Grande (2), Corumbá (1), Juti (1), Paranhos (1), Sonora (2), Três Lagoas (1) e Maracaju (1).

De acordo com o boletim epidemiológico, apesar de três das 12 mortes ocorridas no Estado terem sido em Dourados, a cidade está na 42ª posição entre os municípios com maior incidência de dengue, com 1.918 casos notificados – com incidência de 924,3 a cada cem mil habitantes.

A doença no Estado – Iguatemi continua em primeiro em incidência de dengue, com 1.280 casos confirmados e população de 15.429 habitantes. Selvíria, com 6.427 moradores, tem 376 casos confirmados e ocupa o segundo lugar em infestação. Campo Grande, com 832.350 habitantes, tem 5.580 casos notificados de dengue. A Capital está na 47ª posição no índice de infestação.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions