A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

31/05/2013 11:20

Índios dão 24h para família sair de fazenda invadida em Aquidauana

Aliny Mary Dias

O grupo de 500 indígenas que invadiu a Fazenda Esperança na madrugada desta sexta-feira (31) exige a saída do casal e de dois filhos adolescentes que estão na sede da propriedade. Hoje cedo, o dono da fazenda, Nilton Carvalho da Silva Filho, de 59 anos, e a família foram surpreendidos pelos terena.

Veja Mais
Índios terena de 7 aldeias invadem Fazenda Esperança, em Aquidauana
Após deslizamento e risco a usuários, MS-295 é totalmente interditada

O advogado do fazendeiro, Sérgio Muritiba, disse ao Campo Grande News que os índios estão na propriedade desde a madrugada, mas invadiram a sede na manhã de hoje. Ele explica que o grupo está montando acampamentos.

Todo os acessos à fazenda foram bloqueados e os índios asseguraram a família pode sair, mas ninguém pode entrar no local. “Eles não estão reféns, porque podem sair, mas a situação está tensa e ninguém pode entrar lá”, afirma o advogado.

Sérgio explica que dois policiais militares estão no local e os índios estão armados com arcos e flechas. O advogado deve entrar com pedido de reintegração de posse na Justiça Federal ainda hoje.

Há pouco, o proprietário Nilton Carvalho, deu entrevista por telefone ao programa Povo na TV e disse que recebeu 24 horas de prazo para sair. "Fizemos uma negociação e eu disse que não poderia sair assim", comentou.

Invasão – Os índios fazem parte de sete aldeias de Aquidauana e reivindicam a ampliação da terra indígena Taunay Ipegue. A briga judicial entre fazendeiros e o povo terena é muito parecida com a situação da Fazenda Buriti, em Sidrolândia, onde ocorreu o conflito ontem (30).

Em Aquidauana, os índios vivem em pouco mais de 6 mil hectares, mas lutam pela ampliação para 33 mil. Essa área já foi identificada como indígena por estudos antropológicos e abrange todo o distrito de Taunay, que hoje tem 93 imóveis.

Os índios que estão na fazenda Esperança vieram das aldeias Taunay, Ipegue, Colônia Nova, Água Branca, Imbirussu. Bananal e Lagoinha.

Índios terena de 7 aldeias invadem Fazenda Esperança, em Aquidauana
Cerca de 500 índios da etnia terena, de sete aldeias de Aquidauana, invadiram na madrugada de hoje a Fazenda Esperança. O grupo quer a ampliação da t...
Justiça bloqueia bens de ex-prefeito e mais oito por fraude em licitação
A Justiça Federal bloqueou R$ 1.743.189,84 em bens de Edvaldo Alves de Queiroz, o Tupete, ex-prefeito de Água Clara, a 198 quilômetros de Campo Grand...



pqp, pra q q esses indios querem terra se nao produzem nada? Isso eh o BRASIL.
 
saeko suzuki em 01/06/2013 06:25:24
È UMA VERGONHA , QUANDO UM PRODUTOR É MORTO POR UM MONTE DE INDIOS COVARDES (DOURADINA -MS), NADA ACONTECE. AGORA PORQUE MORREU UM INDIO QUE ESTAVA PRATICANDO UM CRIMEN (INVADINDO AREA PARTICULAR), RESISTINDO A UMA ORDEM JUDICIAL, VIRA UM MARTIR... VAMOS PENSAR UM POUCO NISSO.....
 
NERIS NUNES DE ALMEIDA em 31/05/2013 23:52:49
Concordo com você ''roberto ferreira filho '' só porque indio nao trabalha e a mulher trabalha no lugar, Gente isso é cultura se voçês nao sabem procurem conheçer mais porque isso é cultura, e eu aprendi que devemos respeitar isso ,e tambem nem todos os indios são cachaçeiros...
 
tania terena em 31/05/2013 19:28:21
Acredito que para chegarmos a um acordo, os não indios, teriam que tirar as roupas e reivindicarem uma area de terra, convenhamos esses indios tão muito folgados, eles querem mais terra pra que. e se eles acharem que o parque das nações e deles, campo grande vai ter que ser desocupado, ja pensaram nisso.
 
alceu silverio de moraes em 31/05/2013 19:19:37
Ei funai,cade vcs?se houvesse um trabalho sério,competente realizado com os indigenas nada disso teria acontecido,derrubem alguns incompetentes que estão na funai,coloquem lá alguem que tenha a real vontade de plantar a paz,apoiar a verdadeira causa,incentivar os indigenas a viver em paz,a produzir,coloquem alguem lá que tenha interesse coletivo,que devolva aos indios dignidade,que lute pelos direitos dentro da lei e não com badernas,coloquem na funai quem pensa em produzir em grupo e não colher os frutos da produção alheia,quanto sangue ainda tem que ser derramado?qtos indios,brancos,policiais,fazendeiros,trabalhadores terão que morrer?Cade os lideres da funai?
 
yuri soares em 31/05/2013 18:32:42
Clodoaldo ALMEIDA concordo com sua tese,pois sou filha de negros,meus antepassados foram escravizados,vendidos,torturados,chicoteados,mortos,trabalharam em fazendas de brancos a troco de resto de comida em senzala,hoje somos avaliados por nossa cor,somos personagens de piadinhas e comparações chulas,nem por isso invadimos 'pacificamente"propriedades de brancos,não lutamos pelo nossos direitos com violencia,não fazemos ameaças,devido a nossa história de desgraças então deveriamos tambem ser imunes as leis,termos o direito das terras que fomos escravos
A injustiça já está entre os indigenas mesmo,enquanto uns passam fome outros andam de hillux,crie-se uma funai competente,sem interesses próprios,a terra e o BRASIL é de todos que aqui estão,lutem pela terra e não pela ganancia
 
brunna santos em 31/05/2013 17:52:23
Folgado em "Muriel Sombra fresco", se queres terra de teus antepassados então vai ficar pelado no mato e caçar, pescar, colher os frutos nativos e não querer esmola oficial do governo de corruPTos como bolsa familia, etc. vai trabalhar vagaba e deixe os outros trabalharem. Venham ver como está a àrea do Panambi em Dourados, produzia muito depois de assentamento feito pelo presid Getulio V., virou terra de indio e não se planta nem pra comer na maior parte, vivem esmolando na cidade pra encher o rabo de cachaça BRASIL, país do futuro? quando será?
 
Erudilho Nabuco em 31/05/2013 15:19:27
Chama o Cel. Ustra, chama o Maj. Ferreira lá de Pernambuco, que em uma hora eles mandam esse bando de vagabundos prá vala.
 
Pocoio Neto em 31/05/2013 14:13:38
meu avo dizia, que chegaria o dia em que cachorro mijaria em gente, este dia ja chegou.
 
jose arnar ribeiro em 31/05/2013 14:08:58
Vamos começar a ler e cumprir a Constituição? Lá está bem explicado o que é devido à população indígena e o prazo que a União tinha para a demarcação... A relação do índio com a terra não é a mesma que o produtor rural tem e isso não é certo ou errado, mas é diferente e deve ser respeitado! São séculos de humilhação, perseguição, exclusão e que estão na base dos conflitos que observamos hoje... Não é verdade, e isso é preconceito ignorante, que todo índio é "vagabundo, preguiçoso", assim como não é verdade que "todo fazendeiro explora mão de obra infantil, tem trabalho escravo em sua propriedade, deu calote no Banco do Brasil" ou coisas do gênero! A relação do índio com a terra não é de ordem econômica, é de ordem cultural, e não se pode desconhecer a miséria que atinge boa parte deles.
 
Roberto Ferreira Filho em 31/05/2013 14:04:19
concordo plenamente com o Clodoaldo Almeida.
 
VILMA ROSA DA SILVA GEROLIM em 31/05/2013 13:58:44
SR. João de Souza: Revolução é uma coisa. Bem diferente de muitos aproveitadores, vagabundos, cachaceiros que não querem trabalhar, e ainda ganham cestas do governo (excessão de pequena, + muito pequena minoria).Isso está acontecendo por eles e os governantes querem. Pq. não vão invadir a casa da presidente, com certe ela tbem deve ter fazendas. Pq não vão??
 
MARIO MÉRIO em 31/05/2013 13:36:14
Compartilho da indignação da colega Mari Dias, no Brasil existem os índios e os outros, nessa mesma ordem, a legítima defesa só é reconhecida se o ofensor não for um índio, acho isso inaceitável, para se ter uma ideia, quando existe uma invasão vemos os índios plantado e construindo como nunca, e pra encerrar, gostaria que os defensores dos índios mostrassem quantos por % das terras, hoje habitadas pelos índios, são efetivamente utilizada para suas existências.
 
Milton Oruê em 31/05/2013 13:21:47
Ja estão rondando o PARQUE DAS NAÇOES INDIGINAS,aquí em CG. logo, logo invadem. Ontem tinha uns 10 olhando e apontando. Aliás, vou me desfazer de uns terrenos, senão, to lascado.
 
francisco fetter em 31/05/2013 13:11:06
sou milton; em 1987, acompanhei os antropologos que vieram de brasilia, e percorrimos
a fazenda esperança onde aponta o nosso territorio, alguns patricio ja não estão mais
morreram, e triste porque não vão ver a disponibilidade e a energia que temos hj,para
recuperar o nosso direito.
 
milton francisco em 31/05/2013 13:03:57
temos um grupo grande aqui em sidrolandia, abusca de emprego,mais nunca seremos
daqui,pois nascemos na ldeia bananal sempreseremos aldeado daquela aldeia; estamos
se organizando e estaremos junto com os nossos irmão tão breve.
 
milton francisco em 31/05/2013 13:00:21
Porque não trabalha e não compra suas terras igual qualquer pessoa de bem? Ngm quer ser discriminado não é? Agora nem sabe da onde vem a família nem sabe o quanto lutou e trabalhou para ter o que é deles...
O que me revolta é que terra ruim ngm quer né?!?! agora as fazendinha bonitinha bem cuidada .... É FOGO... POVO FOLGADO!!!
 
Helena Cristina em 31/05/2013 12:58:08
A questão indígena é assunto do governo federal que esta abrindo mão de corrigir as injustiças... Se querem retirar os donos das terras em prol do povo indígena, que o governo desaproprie e pague o valor justos aos donos das áreas invadidas !
 
Marcos Antonio em 31/05/2013 12:56:33
O governo federal gasta hum milhão de dolar para fazer ferrovia no sudão, mas não tem dinheiro para indenizar areas que vendeu aos produtores rurais. o cardoso ministro esta seguro lá em brasilia e os produtores? não dá para reclamar com o bispo pois o mesmo esta com o cimi. só quem paga a conta do brasil ´e o produtor rural que sofre todos os dias com policia florestal,ibama, sema ,ong´s ,promotores nas propriedades tratados como bandidos.
 
ademar faria em 31/05/2013 12:42:51
Alguem sabe me responder porque Indio não invade terra bruta?Porque só invade terras produtivas e já povoada?....
 
edmur Penedo em 31/05/2013 12:41:30
Se formos basear que o Brasil é dos índios porque estão aqui desde o descobrimento, Eu, como nós todos brasileiros, nascemos aqui e temos descendência europeia, árabe, asiática e etc.; Então por conta disso vou sair correndo para a Europa e exigir meu pedaço de terra lá, já que meus antepassados por lá nasceram e viveram, ora vê se tem cabimento uma coisa assim.
Os índios que conheço, e não são poucos, são preguiçosos não trabalham em nada, porque quem faz tudo são as mulheres, com raras exceções existe meia dúzia que resolveu estudar e são formados em cursos superiores.
Esses (formados) deveriam tomar a frente de seu povo e encaminhá-los para a produtividade em terras que eles já tem e não usam, até por não saberem ou, voltamos ao fato deles não gostarem de trabalhar.
 
clodoaldo almeida em 31/05/2013 12:41:27
Engraçado, eu não vejo noticia alguma de indios invadirem a FUNTRAB, FUNSAT ou algo pararecido, atras de trabalho ... Também não precisam, são sustentados por quem mesmo???!!!!
 
Roseli Cavalcanti em 31/05/2013 12:35:03
Continuando o comentário: Enquanto temos alguns índios andando na cidade vendendo artesanatos ou trocando por alimentos, temos outros da mesma aldeia de camionete de mais de 50 mil. Ou seja, vão conseguir mais terra e a desigualdade vai continuar, que tem poder, é o do lado do cacique tem as vantagens. E aí é justo?
 
Edinho Carvalho em 31/05/2013 12:34:36
Enquanto isso, a guada nacional "brinca" de policia nas estradas do matogrosso do Sul.
 
elcio nunes em 31/05/2013 12:33:45
Engraçado esta situação, agora esta virando moda. Aqui em Bodoquena não esta sendo diferentes, estão invadindo sítios e fazendas alegando que foi feita uma nova demarcação das terras pelos engenheiros da Funai. Agora estou perdendo metade da minha chacara e pelo que tudo pareçe vou ter que aceitar porque o governo federal não faz nada. Acata estas demarcações ou estudos feita por ONG´S que só querem dinheiro do governo e nem representam nada. Se for estudo antropológico, o Brasil inteiro era terras de índíos, o que precisa é acabar com a desigualdade entre eles mesmos, ou seja, aqui na região da Morraria do Sul á área da reserva indigína é muito grande, e o que vemos é o seguinte:
 
Edinho Carvalho em 31/05/2013 12:32:59
É O FIM DA PICADA MESMO, ENQUANTO A FUNAI, ONGS, CMI, ETC.. ESTIVEREM NO COMANDO DO BRASIL SEMPRE ACONTECERÁ ESTES ABSURDOS, POIS OS INDÍGENAS QUEREM O QUE COM TANTA TERRA?? PLANTAR?? VÃO SUSTENTAR O PAÍS COMO FAZEM OS AGRICULTORES??VÃO VIVER DO QUE??COMO SEMPRE DO NOSSO DINHEIRO, PAGO EM ALTOS IMPOSTOS.
SÃO OS AGRICULTORES QUE PAGAM SALÁRIOS DE DEPUTADOS, SENADORES, DESOCUPADOS DA FUNAI E DAS ONGS, OU ESTOU FALANDO MENTIRAS??
VÃO TRABALHAR E DEIXAR DE INSTIGAR A DESORDEM NO NOSSO PAÍS!!!
 
GENESIS dUARTE em 31/05/2013 12:29:38
Sou terrena e quero as terras dos meus antepassados!
Quero as cestas básicas e bolsa família, tudo que tenho direito.
Senão vou ter que estudar ou trabalhar, não é da nossa cultura.
 
Muriel Sombra Fresca em 31/05/2013 12:20:28
Toda grande nação teve uma revolução pra melhorar esta aqui já passou da hora, so com muito derramamento de sangue este pais melhora.
 
joao de souza em 31/05/2013 12:17:51
Índio ja esta igual ao sem terra, estão fazendo arruaça por politicagem... trabalhar que é bom ninguém quer, pessoas compram terras la nos confins sem água luz hospital e leva a família para trabalhar igual condenados, e depois que esta tudo arrumado limpo anos de trabalho chega um desocupado e quer tomar a terra, "Porque eles só querem terra perto de asfalto, hospital e centro de cidade?" porque nao aceita terra igual todos os que realmente quer trabalhar e produzir. "Daqui a pouco vao nos processar por preconceito", nao tenho preconceito nenhum, sou até a favor dos indios e dos sem terras "MAS QUE QUEIRAM REALMENTE TRABALHAR.".
 
Ailton Januário Branco em 31/05/2013 12:17:19
Pra que esses indios querem mais terra?? Conheço as aldeias dessa região e afirmo que eles não plantam nada. Os mais velhos até querem trabalhar mais não aguentam. Os mais novos nem sabem o que é uma enxada e só querem saber de tomar cachaça e fumar maconha. Essa é a realidade, terra pra que??
Mas, como sempre no Brasil, vão dizer que sou preconceituoso e tal e blá blá blá...
Abaixo a hipocrisia no Brasil.
 
David Rex em 31/05/2013 12:17:12
NA MINHA OPINIAO TERRA E PRA QUEM PRODUZ,ESTES INDIO NAO PRODUZEM NADA SO VIVEM COMENDO NAS CUSTAS DO GOVERNO E AINDA TROCAM SUAS CESTAS BASICAS POR PINGAS,SE ELES PRODUZIREM OU CRIAREM BOIS PARA ALIMENTAR A POPULAÇAO AINDA VAI NEM PARA CONSUMO PROPRIO ELES PRODUZEM.
 
Agnaldo Silva em 31/05/2013 12:15:20
Gente, porque esses Índios e fazendeiros não entram em acordo, são quilômetros de terras, divide um pouco para cada e resolve essa situação. Ficam nessa briga uns querendo mais que o outro, e resultando em mortes....
 
Cida Leandro em 31/05/2013 11:52:52
Somos terena de Miranda-MS a qualquer momento estaremos também nesta luta cade o governo federal que não vem tomando providencia quer assim assim seja cansamos de viver na MENTIRA.
 
Uriel Amorim Pereira em 31/05/2013 11:42:46
Engraçado os indios dão o prazo de 24 hrs para proprietários e funcionários deixarem a fazenda e porque não acataram a ordem da justiça para deixar a fazenda BURITI em SIDROLANDIA? Ingenuidade a minha fazer essa pergunta já sabendo a resposta, eles dão prazos e exigem que se cumpra porque estão acima das leis, eles ditam regras, formulam suas proprias leis, eles são o "Comando" e se essas pessoas não sairem da fazenda?o que vão fazer?vão atear fogo na sede? vão fazer igual fizeram em DOURADINA com aquele produtor rural e postar na internet? Ei funai,cimi,direitos humanos,ongs,oab,justiça federal,presidente DILMA, cade vcs? não vão interferir por aquelas pessoas que lá estão? quem dita as regras? os indios? daqui uns dias teremos que sair de nossas casas, comércios, afinal o BRASIL é deles
 
mari dias em 31/05/2013 11:38:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions