A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

06/06/2013 08:08

Índios decidem deixar fazenda Buriti, mas cenário é de destruição

Evelyn Souza e Aliny Mary Dias, de Sidrolândia
Sede da Buriti queimada durante desocupação de quinta-feira passada. (Foto: Cleber Gello)Sede da Buriti queimada durante desocupação de quinta-feira passada. (Foto: Cleber Gello)

A fazenda Buriti, alvo da disputa por terras entre índios e fazendeiros, amanheceu vazia e silenciosa na manhã desta quinta-feira (06), em Sidrolândia, a 70 km de Campo Grande.

Veja Mais
Traficante é presa tentando levar maconha para 'boca de fumo' no Amapá
Marido agride mulher com garrafada e se tranca em casa com medo da polícia

O Campo Grande News esteve hoje pela manhã no local, mas já não havia nenhum acampamento terena. Tudo foi desmontado. O que restou, foi o cenário de destruição. A maioria dos prédios foi queimada já durante o processo de reintegração de posse, na semana passada.

Os índios resolveram sair or conta de acordo feito ontem com o Ministro da Justiça, mesmo amparados pela decisão do TRF (Tribunal Regional Federal) que derrubou ontem liminar de reintegração que beneficiava o ex-deputado Ricardo Bacha.

A casa da sede e a capela da propriedade ficaram parcialmente destruídas. Cinzas ainda estão pelo chão. Hoje pela manhã, o comandante da PM (Polícia Militar), coronel Carlos Alberto David dos Santos, disse que vai se reunir com a Força Nacional para discutir estratégias para tropa, que vai atuar na zona de conflito.

Parte dos militares chegou a Campo Grande na manhã de ontem. Ao todo, são 110 militares da Força Nacional e mais 100 Policiais Federais de várias regiões do país.

O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que esteve ontem em Campo Grande e sobrevoou as regiões invadidas pelos índios, informou durante coletiva de imprensa, que a Força Nacional ficará no Estado por tempo indeterminado.

Hoje lideranças indígenas Terena irão a Brasília para uma reunião com a presidente Dilma Roussef, para discutir assuntos sobre as demarcações. 

Alvo da disputa, a terra Buriti tem nove aldeias, num total de 2.600 hectares. Localizada na área declarada, a fazenda é do ex-deputado Ricardo Bacha. O local foi invadido pelos terenas em 15 de maio. No mesmo dia, saiu uma decisão para que os índios deixassem o local. Mas a reintegração não foi cumprida e no dia 18 a decisão acabou suspensa até quarta-feira, quando foi realizada audiência na Justiça Federal.

Novamente sem acordo, a PF (Polícia Federal) e a PM (Polícia Militar) cumpriram a reintegração de posse. Os índios resistiram e houve conflito. A ação durou nove horas: das 6h às 15h. A situação se acirrou com a morte do índio Oziel Gabriel, de 35 anos. Ele foi baleado no abdômen e morreu no hospital de Sidrolândia.

O índio terena Josiel Gabriel Alves, 34 anos, também foi ferido durante invasão. Ele levou um tiro nas costas na noite de terça-feira (04) e está internado na Santa Casa de Campo Grande. Ontem o diretor técnico do hospital, informou que o indígena pode ter sequelas neurológicas.

 

 

Marido agride mulher com garrafada e se tranca em casa com medo da polícia
Mulher de 42 anos foi agredida pelo marido com uma garrafada no sábado (3), após ser vista conversando com as amigas em sua casa em Dourados, distant...
Domingo é de redação no segundo dia de prova do Enem em Paranaíba
Candidatos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo Grande, fazem neste domingo (4) as provas de reda...



encgraço não vejo ,o indio de camionete nem pegando milhoes em bancos para compra-las e dizendo que a safra foi ruim , piada aki no ms ,principalmente nesta região só se tem pé de boi plantado no chão , o que esse bacha ,que mamou por tanto tempo no governo faz , lavoura de k , só gado , no matogrosso sim, fazendeiros plantão e cria gado , esse pp o que fez pelo podutor , o pai dele sempre sugou o governo -le se o povo ai vem posando de vitima .
 
arnaldo prado em 07/06/2013 16:08:03
É UMA VERGONHA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA, SEJA MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL, OS SUCESSORES, NEM ESTÃO AÍ, COM AS OBRIGAÇÕES QUE SUCEDERAM, NEM COM O QUE VIRÁ PELA FRENTE, NÃO TEM CONHECIMENTO ADMINISTRATIVO, MAIORIA SÃO ANALFABETOS, DESINTERESSADO PELOS DIREITOS SOCIAIS, PENSAM SOMENTE NELES, E DÁ NO QUE ESTAMOS VENDO, UMA ECONOMISTA NO PODER, IMAGINE O LULA, SEM CULTURA EDUCACIONAL, O PT LUTOU TANTO, PELO GOVERNO CIVIL, PARA ESTAR NESTA SITUAÇÃO O NOSSO PAÍS, O GOVERNO MILITAR NÃO ERA ASSIM, TINHA MORAL, BONS COSTUMES, AS LEIS ERAM OBEDECIDAS, A CONSTITUIÇAO TINHA VALOR, HOJE NÃO, TUDO VAMOS SENTAR E VAMOS PLANEJAR, TUDO BALELA, O BRASIL, TEM JEITO SIM, É SÓ A SOCIEDADE COBRAR MAIS DOS TREIS PODERES, URGENTEMENTE, OU CONSERTA, OU SAI DA FRENTE, NÃO ATRAPALHE, QUE DEUS ABENÇOE.
 
pedro braga em 06/06/2013 12:54:00
queria ver se indios invadisen as propriedades da dona dilma,ministro da justiça, oque aconteceria.
 
jair grespan em 06/06/2013 12:53:34
Faço minhas as palavras da colega Sirley Batista.
Essa destruição é de cortar o coração, VANDALISMO puro. Isso só demonstra, que por mais que "alguns" tentam exercer a igualdade entre povos, jamais existirá por conta da primitividade de determinados grupos.
Guerra não leva a nada, só justifica a IGNORÂNCIA do ser humano.
Seria muito interessante, se os indíos realmente fossem cuidar da FAUNA e FLORA, que esta sendo tudo destruido pelo branco. Mas, o que vemos são muitos indíos afundados em drogas(álcool, crack, maconha...). O indío hoje, só é indio para exigir seus direitos.
No norte, há tempo os indíos exploram madeiras e pedras preciosas, negociando criminosamente com o branco. Raras as tribos, que ainda não corromperam seus hábitos e costumes. Já no MS, sem mais comentários.
 
Neyde de Oliveira em 06/06/2013 12:38:04
Realmente é "muito importante" num momento em que o VANDALISMO está virando regra, que alguém que ocupe um cargo público e usa o dinheiro do contribuinte, se preocupar com o uso do termo PALHAÇADA. Uma palhaçada é ter a coragem de desperdiçar tempo e atenção de quem se preocupa com questões realmente sérias e críticas que envolve todo cidadão consciente.
Eu penso no que as pessoas que tem defendido essa ação descabida e baderneira fariam se os índios e seus mentores destruíssem o seu patrimônio e invadissem as suas casas, qual seria a reação? Ainda defenderiam esse tipo de ato?
 
Magda Correa em 06/06/2013 11:46:45
"Como é triste ver tanta ignorância, as pessoas criticam, mas se esquecem que tem toda um história e o povão não tem conhecimento suficiente para dar um opinião." concordo absolutamente. Sobre o fato de o índio ser violento, eu indago " Quem morreu no confronto foi um fazendeiro?" , "Quem é o violento, nessa história?" Tristeza extrema desse pensamento do senso comum sul-mato-grossense.
 
Emerson Torres em 06/06/2013 11:18:27
E brincadeira os índios tinha todas as terras grandes matas floresta, mas agora os grandes fazendeiros são poderosos, vai na região Mato grosso a Igreja cat trabalham juntos com os índios aqui no Mato Groso do Sul e uma vergonha isso e Brasil somos Brasileiros, vamos da as mãos vamos morrer, vamos leva somente terra na cara.
 
itamar madalena em 06/06/2013 11:00:55
A sociedade tem que entender que os tempos mudaram, os índios de hoje não são os mesmos de outrora, houve uma incorporação de nossa cultura por eles, hj eles se travestem de índio mas agem de forma egoísta como o branco.
 
Sirley Batista Gasques Correa em 06/06/2013 10:32:30
E AGORA? QUEM VAI PAGAR POR ESSES DESMANDOS? FUNAI? NÃO!!! CIMI? NÃO!!! QUEM FICOU NO PREJUIZO FOI O PROPRIETÁRIO DESTA FAZENDA, QUE ALÉM DE TER SEU DIREITO DE PROPRIEDADE DESRESPEITADO AINDA COLOCADO COMO VILÃO PERANTE A OPINIÃO PUBLICA. PELA DONA MÍDIA QUE NÃO CHECA INFORMAÇÕES, MAS PUBLICA A REVELIA TUDO QUE DA IBOPE. PAGARAM A CONTA OS POBRES INDÍGENAS QUE INSUFLADOS POR PESSOAS MAL INTENCIONADAS QUE NÃO TEM COMPROMISSO COM A VERDADE. AÍ COLOCAM-SE NA LINHA DE FRENTE DAS TRINCHEIRAS... ACREDITANDO EM MENTIRAS.... MORREM .... SÃO BALEADOS ... VIDAS SE PERDENDO PARA O EGO DE CIMI E ALGUNS FUNCIONÁRIOS DA FUNAI QUE SE DIZEM DEFENSOR DA CAUSA INDÍGENA... NÃO CONHEÇO RELATO ALGUM DE QUE ESSES SENHORES SE COLOCARAM A FRENTE DE ALGUM POLICIAL PRA DEFENDER TERRAS INDÍGENAS ... ACORDEM!!
 
Mariana Puller em 06/06/2013 10:22:49
Agora sim, com a eficiente Força Nacional, que conhece de maneira eficaz nosso território, os índios não mais invadirão terras. Parece piada, um Estado falido como o MS, tendo dispêndio por conta de fomento à invasão praticado pela União. É demais!!! Porquê será que os índios não querem terras nos Estados de RR, RO, AC, AP, AM e etc,, pois se em Dourados o Governo Federal confinou em uma reserva de 3.500 hectares 14.000 índios das etnias Terena, Guarani e Kaiwá, poderia muito bem dar terras na região norte do país, uma vez que se índio só sabe caçar e pescar, lá é o lugar, o resto...
 
Rinaldo Ribeiro em 06/06/2013 10:22:18
Concórdo com o Fernando, isto é puro vandalismo, indígenas adultos queimando propriedades. Um belo exemplo para os filhos deles. Quanto a terra, indio não planta nada e nada, gostam de tudo de mão beijada.
 
Mirtes Lourenço Camilo em 06/06/2013 09:50:34
Concordo plenamente com Alex a respeito.
Não concordo com o preconceito que vc Alex tem quando utiliza o termo "palhaçada" para catalogar estas atitudes injustas, burocraticas e desumanas. O palhaço é um artista que procura vivenciar a arte do riso, do ridiculo como forma de catarse em uma sociedade apertada pelas regras, etiquetas, leis, burocracias, injustiça e corrupções várias. Busca a essencia do ser humano e o público intende, por isso, ri e aplaude.
Exatamente o efeito contrário destes eventos que vc está comentando, que deixam a gente mais tristes e frustrados. Isso não é palhaçada. Isso é coisa errada, é sacanagem.
Palhaço é coisa séria
Palhaço Dentinho
 
Bruno Maddalena em 06/06/2013 09:36:23
Como é triste ver tanta ignorância, as pessoas criticam, mas se esquecem que tem toda um história e o povão não tem conhecimento suficiente para dar um opinião.
 
sandra lima em 06/06/2013 09:25:34
Quem vai arcar com os prejuizos?? Os indios? a FUNAI? o CIMI? EU? já passou da hora de acabar com essa palhaçada. Não sou a favor de indio ou fazendeiro, sou a favor da lei que ja passou da hora de ser aplicada.
 
Alex André de Souza em 06/06/2013 09:01:12
esses índios querem terras pra que ? caça nas matas não tem mais , peixes nos rios muito menos e toda área indígena que eles possuem não tem nada plantado resumindo....... vao viver de que ? bolsa indígena ? coitados de nos . Sr governador , demarque terras para esses índios e exija que produzam assim como os fazendeiros estão produzindo
 
fernando abreu em 06/06/2013 08:59:09
TUDO ACABOU EM PIZZA
 
etna silva em 06/06/2013 08:56:32
VANDALISMOS PURO...100% VANDALISMO.
 
eliane santos em 06/06/2013 08:45:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions