A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

13/02/2014 17:12

Índios ocupam fazenda para ter acesso à escola e PF investiga tiroteio

Aliny Mary Dias
Área foi ocupada na noite de ontem (12) em Iguatemi, região Sul do Estado (Foto: Divulgação/Cimi)Área foi ocupada na noite de ontem (12) em Iguatemi, região Sul do Estado (Foto: Divulgação/Cimi)

Indígenas guarani-kaiowá da região de Iguatemi, a 466 quilômetros da Capital, ocupam desde a noite de ontem (12) a sede da fazenda Cambará. Segundo a Funai (Fundação Nacional do Índio), os índios reivindicam acesso à educação e durante o ocupação houve tiroteio.

Veja Mais
Força Nacional vai continuar por mais 30 dias em área onde índio foi morto
Apenas 60% dos inscritos no Enem participam da segunda prova em MS

Durante a ocupação, os funcionários da fazenda teriam se "desentendido" com os indígenas e houve tiros, cápsulas foram recolhidas pela Polícia Federal. A informação confirmada pela Funai é que não há registro de feridos. Equipes da PF estiveram na região por volta das 22 horas de ontem, e orientaram os proprietários que estavam na sede para evitar atos violentos.

A situação ficou mais crítica, segundo o coordenador regional da Funai, Silvio Raimundo, porque os índios estão há mais de 2 anos sem estudar. A única escola da região fica na cidade de Iguatemi, mas eles reivindicam uma instituição na aldeia.

Segundo o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), a ocupação já reúne 250 indígenas que impedem a entrada na porteira da fazenda. Funcionários da Funai foram para a fazenda nesta quinta-feira e conforme o coordenador do órgão a situação é tranquila.

Em toda a região de Iguatemi, Eldorado e Japorã, a população dos guarani-kaiowá chega a 7,5 mil indígenas.

O Campo Grande News tentou falar com o proprietário da fazenda, Osmar Bonamiro, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento da reportagem.

Trabalhador morre ao sofrer descarga elétrica durante conserto de bomba d'água
José Antônio Farias, 51, morreu após sofrer uma descarga elétrica enquanto arrumava uma bomba d'água às margens de uma lagoa, no distrito de Lagoa Bo...
Ciclista morre ao ser atingido por vários tiros disparados por dupla em moto
Wellington Ronaldo de Souza, 34, foi morto a tiros ao ser abordado por dois homens que estavam em uma moto. O homicídio aconteceu às 20h30 de domingo...



Discordo da informação prestada pela Cimi, é "mentira" que não existe escola na Aldeia. Na Aldeia Sassoró, de onde os as famílias indígenas saíram, que faz fundos com a Fazenda Cambará, existe a escola e muito boa, administrada pelo Município de Tacuru.
 
Kamél El Kadri em 14/02/2014 09:29:48
Charles de Gaule tinha razão: "O Brasil não é um país sério!" E vai continuar não sendo.
 
Warley Ezequiel da Silva em 13/02/2014 19:09:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions