A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

17/09/2015 18:54

Índios sequestram para avisar invasão e DOF fica de plantão em fazenda

Paulo Yafusso
Em Antonio João, para evitar novos confrontos polícias Federal, Militar e a Força Nacional foram mobilizadas (Foto: Marcos Ermínio)Em Antonio João, para evitar novos confrontos polícias Federal, Militar e a Força Nacional foram mobilizadas (Foto: Marcos Ermínio)

O DOF (Departamento de Operações de Fronteira) reforçou o efetivo na região da Fazenda Maringá, em Iguatemi (a 466 quilômetros da Capital), diante da ameaça de invasão pelos índios guarani kaiowá. De acordo com informações do comandante da corporação, coronel Ari Carlos Barbosa, nesta quarta-feira (16) um grupo de 30 índios invadiu a área e mantive seis funcionários em cárcere privado das 13h às 17h. Deixaram o local avisando que retornariam para ocupar a propriedade.

Veja Mais
Juiz determina reintegração de posse das 4 fazendas ocupadas por indígenas
Após fracasso de Buriti, ministro quer solucionar conflito em 5 áreas de MS

De acordo com o comandante do DOF, os guarani kaiowá são de uma aldeia próxima. Durante todo o dia de hoje, equipes do DOF e da PM (Polícia Militar) permaneceram na propriedade para evitar a invasão. Segundo o coronel, o efetivo será reforçado agora a noite, e no local serão mantidos pelo menos quatro equipes. Ele disse que na ação de ontem não houve violência. “Eles só foram lá avisar que vão invadir a fazenda”, afirmou.

Tensão – O clima voltou a ficar tenso na região sul no final do mês passado, quando os guarani kaiowá invadiram fazendas em Antônio João, a 279 quilômetros de Campo Grande. Em determinado momento houve confronto, e o índio Semião Fernandes Vilhalva, de 24 anos, morreu com tiro na cabeça.

O caso trouxe de volta ao Estado do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que anunciou a criação de um grupo que vai levantar as cinco propriedades rurais que poderão ser destinadas aos índios no Estado. O agravamento do conflito levou o Governo Federal e os parlamentares a apressarem a aprovação de Projeto de Lei Complementar que permite a indenização da terra nua de fazenda destinada a assentamento de índios. Antes, os fazendeiros recebiam somente pelas benfeitorias.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions