A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

08/09/2011 20:23

Internos ateiam fogo em colchão após fuga na UNEI de Três Lagoas

Marco Antonio Brito
Bombeiros foram acionados, mas o fogo já estava controlado por agentes da unidade. (Foto: Rádio Caçula)Bombeiros foram acionados, mas o fogo já estava controlado por agentes da unidade. (Foto: Rádio Caçula)

A UNEI - Unidade Educacional de Internação Tia Aurora, localizada no Parque São Carlos, em Três Lagoas, teve uma quinta-feira agitada. Internos atearam fogo a um colchão, em um dos alojamentos da unidade, depois que dois adolescentes fugiram no ínicio da tarde. Agentes da Unei controlaram o incêndio antes da chegada do Corpo de Bombeiros.

O fogo teve inicio por volta das 17h50 de hoje (8), depois que um dos fugitivos foi apreendido pela polícia nas proximidades da Unei Tia Aurora. Ninguém ficou ferido e o caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (DEPAC), de Três Lagoas.

A fuga - Antes do incêndio, dois internos, ambos de 17 anos, conseguiram fugir da unidade, após jogarem uma garrafa PET, cheia de água, na cerca elétrica da instituição. Eles escalaram o muro que fica na parte da frente da UNEI e depois sairam correndo. Um dos adolescentes foi recapturado minutos depois, a 300 metros do local. O menor, que tem passagem por furto, foi reconduzido à unidade e posto separado dos demais internos em um alojamento de adaptação, na companhia de outro adolescente de 16 anos que cumpre medidas sócio-educativas por tentativa de homicídio.

O outro adolescente que participou da fuga e que tem passagem por homicídio, continua foragido e há indícios de que ele esteja escondido na casa de amigos, em algum bairro da periferia da cidade. O menor é acusado de ter matado a jovem Josilaine dos Santos Silva, por causa de uma dívida de R$100, no dia 3 de agosto deste ano ano. Ele foi apreendido pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) no dia 9 do mesmo mês.

A UNEI de Três Lagoas, que atualmente se encontra interditada devido a uma determinação judicial, tem capacidade para 12 internos e atualmente conta com 10 adolescentes internados. (* Com informações da Rádio Caçula)




Deveriam colocar esses vagabundos pra construir estradas, pontes, varrer ruas, carpir terreno baldio para, pelo menos, pagar a refeição que recebem.
 
Eduardo Oliveira em 09/09/2011 12:11:59
Esses, "dimenor", tem muito tempo pra pensar, por isso planejam essas badernas. Coloquem-os para quebrar pedra, carpinar terrnos, varrer a cidade, daí quero ver se eles terão tempo de sobra pra pensar em baderna.
 
Marcelo Max em 08/09/2011 09:38:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions