A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

01/09/2011 22:00

Justiça absolve acusado de tentar matar mulher e amante em Coxim

Vinícius Squinelo

Depois de mais de seis horas de julgamento, Fábio Nunes de Souza, de 31 anos, foi absolvido por quatro votos contra um. O réu era acusado de dupla tentativa de homicídio e foi a júri popular nesta quinta-feira, no Fórum de Coxim, cidade na região norte de Mato Grosso do Sul.

Consta na denúncia do MPE (Ministério Público Estadual) que, em fevereiro de 2004, Souza tentou matar a tiros a mulher e o amante.

Segundo informações do site Edição de Notícias, a defesa feita desqualificou as tentativas de homicídios para lesões corporais, crimes pelo qual Souza foi condenado a três meses de detenção.

Durante o julgamento, o réu relatou que no dia 17 de fevereiro estava na casa que recém tinha alugado, junto da esposa Juscilene Ferreira Gomes. De acordo com Souza, o amante de sua esposa, Pedro Feitosa Freire, chegou à residência e deu início a uma discussão.

Em seguida, o amante teria partido para cima do marido com uma faca. O réu diz que recuou e Freire deixou a casa. Pouco tempo depois, Souza foi tirar satisfação com a mulher e começaram a discutir.

No depoimento, o réu narrou que durante a discussão, Juscilene tentava agredi-lo e ele a empurrou e a jogou na cama. Entretanto, de acordo com o promotor, Souza entrou em contradição, pois no primeiro julgamento, o réu contou que durante a discussão chegou a agredir a mulher com um murro nas costas.

Após a briga com Juscilene, Souza disse que foi dormir na residência de sua mãe. No dia 18 de fevereiro, ele voltou até a casa onde estava morando com a mulher, para levar as fraldas que ela tinha pedido, para o filho do casal, que na época estava com dois meses e 15 dias.

O réu diz que saiu da casa de sua mãe armado, pois estava com medo das ameaças feitas no dia anterior pelo amante de sua mulher. Por volta das 12h, conforme Souza, Freire retornou a residência do casal e disse que estava preparado para resolver o problema entre os dois e que, em seguida, abriu o porta malas do carro e pegou uma faca.

Os dois começaram a discutir. O réu afirma que estava deixando a casa quando o amante de sua mulher partiu para cima dele, foi então que Souza diz ter sacado a arma e disparado dois tiros. Ao contrário do que narra à denúncia, o réu relatou que não fez disparos contra Juscilene e, que em nenhum momento pensou em matar Freire, pois seu objetivo era assustar a mulher e o amante.

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions