A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

19/04/2012 18:49

Justiça autoriza médico acusado de mutilar pacientes a exercer profissão

Nadyenka Castro

Decisão suspende prorrogação de interdição cautelar do CRM

Uma das mulheres operadas por Alexsandro. (Foto: Marcelo Victor/ Arquivo)Uma das mulheres operadas por Alexsandro. (Foto: Marcelo Victor/ Arquivo)

Decisão da 4ª Vara da Justiça Federal, em caráter liminar, autoriza o médico Alexsandro de Souza, acusado de mutilar pacientes durante cirurgias plásticas, em Fátima do Sul, a voltar a exercer a profissão.

Segundo o advogado Leandro de Moura Moura, a decisão judicial determina que o CRM (Conselho Regional de Medicina) suspenda os efeitos da prorrogação de interdição cautelar de Alexandro. Com isso, ele pode voltar a exercer a medicina. A determinação é do dia 10 de abril e foi publicado em Diário Oficial nesta quinta-feira.

Alexandro foi impedido pelo CRM de atuar como médico em 2010. A decisão foi prorrogada. O diploma dele também havia sido cassado.

O médico é acusado de ser o responsável pela morte de uma jovem de 24 anos, ocorrida após uma cirurgia de lipoaspiração em junho de 2008, em Fátima do Sul, e ainda, de mutilar mulheres submetidas à cirurgias plásticas.

Alexsandro responde a um processo criminal e outro administrativo junto ao CRM/MS, que corre em segredo de justiça. A especialidade do médico é cirurgia geral.

Apuração no HR conclui que não houve 'falha ética' em mortes no local
Uma investigação interna realizada pela direção do HR (Hospital Regional) de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande para apurar a mo...
Carreta da Justiça oferecerá serviços a partir do próximo dia 13
Carreta da Justiça, programa do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que oferece serviços do judiciário de forma gratuita, chegará ao mun...



Concordo com a Celi Barbosa quanto a restauração das cirurgias feitas pelo RONDON , que "satisfez" a estética de muitas mulheres amigas do poder e que não foram vítimas do médico. Eu fiz a cirurgia mas tive que armar um barraco para ser atendida, no Hospital Regional. Consegui porque meu marido chamou a imprensa e denunciou o caso. E quem não fez, como fica? Já faz 12 anos que os médicos vieram..
 
Katerine Rose Galharte em 24/04/2012 12:35:00
Do jeito que as coisas estão caminhando... o próximo passo é o Dr "Xxx" (com apoio da Justiça) processar as pessoas (que foram mutiladas e parentes das que morreram) que falaram mal dele. Pode esperar que o Dr irá pedir uma boa inidenização dos que reclamaram dele. E pode esperar também... que muito provável irá ganhar.
Sinceramente... a definição de JUSTIÇA no dicionário ñ condiz com a realidade
 
Nivaldo Silva em 20/04/2012 11:07:02
Cabe à população fazer a livre escolha de ser atendida por ele ou não. Deixa ele abrir o consultório, vamos contar os corajosos!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
 
Ana Maria Rodrigues em 20/04/2012 10:51:00
ACHO QUE JÁ PASSOU DA HORA DO PODER JUDICIARIO REVER SEUS CONCEITOS SOBRE O QUE É CERTO E O QUE É ERRADO E UTILIZAR O PODER DISCRICIONARIO EM FAVOR DO JUSTO PARA EVITAR OS ABSURDOS DA LEI PROTEGENDO BANDIDOS. QUE FASE ESTA DO JUDICIARIO BRASILEIRO. SÓ DEUS NOS SALVA.
 
Antonio Silva em 20/04/2012 10:22:44
As pessoas andam cada vez mais desanimadas, carentes de fé e esperança.
Difícil convencê-las a pensar de uma forma mais positiva quando a cada dia nos deparamos com situações tristes e absurdas.
 
thiago flavio em 20/04/2012 10:19:30
TEM GENTE PRA TUDO MESMO, E PRA VER QUE JUIZES NOS TEMOS, E TEM OUTRA ESTE MEDICO DEVERIA PAGAR OS ONORARIOS DESTE ADVOGADO DE DEFESA COM UMA CIRURGIA PLASTICA PARA A ESPOSA. DELE ...!
 
jeziel oliveira em 20/04/2012 08:24:08
QUAL MESMO É A PROFISSÃO DESSE CAMARADA AI? CIRURGIÃO PLASTICO? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ESSA FOI A PIADA DO DIA, AINDA BEM QUE E SEXTA-FEIRA NÉ? AI ESTA A PROVA DE QUE REALMENTE A JUSTIÇA É CEGA NE?
 
nikko flores em 20/04/2012 07:35:57
Meu Deus!!!
Como o judiciário faz isso?!
Realmente, a justiça é cega.
Não tenho o que dizer!
 
Ivete Cristaldo em 20/04/2012 07:33:39
São coisas assim que enobrecem e elevam o nivel do judiciario nesse país, parabens Senhor Juiz ou Juiza por mais esse absurdo.
 
Edymar Mamede em 19/04/2012 10:31:05
simples...é ninguem procurar esse "profissional" para atendimento, logo ele mudara de profissao..simples assim, temos que entender que o poder de escolha é nosso.
 
soraya r alfonzo em 19/04/2012 09:58:39
Seria bom espalhar placas pela cidade inteira, ou cartazes com a cara desse médico, servindo de aviso para as pessoas, dizendo que: "esse doutor não opera ninguém - quando não deixa a pessoa mutilada, ele mata"!!
 
Joanne Pereira em 19/04/2012 09:50:42
misericórdia.........
 
dora albuquerque em 19/04/2012 08:34:40
MEU DEUS,TENHA MISERICORDIA DE NÓS MEROS SERES NORMAIS, SUJEITOS A ESSE TIPO DE PESSOA ONDE ATÉ A JUSTIÇA APÓIA....
 
silvia dos santos pereira em 19/04/2012 07:29:17
O caso "RONDON" se repete....Naquela época , para calar a boca das pacientes mutiladas,o governador Zeca do PT, fez uma parceria fajuta com o Ministério da Saúde. Pois bem, atenderam umas .... e as outras estáo até hoje sem resposta. Secretaria da mulher? Nunca se manifestou.... Pelo menos , eu nunca soube, nunca fui avisada de nada ...e olha que já fui atrás...Mas, ainda creio na justiça DIVINA!!
 
Celi Barbosa Costa Silva em 19/04/2012 07:26:29
taí,uma injustiça pra com o povo.seria bom todos da justiça ser paciente deste "profissional" não é mesmo?
 
valdenir nunes em 19/04/2012 07:08:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions