A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

18/05/2015 23:32

Lixão em terrenos abandonados e a céu aberto incomoda moradores

Diário MS
Pneu, televisores e restos de matérias de construção são jogados em terrenos vazios.Pneu, televisores e restos de matérias de construção são jogados em terrenos vazios.

Matéria publicada no portal Diário MS, mostra que moradores do bairro Monte Líbano em Dourados estão sofrendo com lixão próximo de suas residências. No cruzamento das ruas Ponta Grossa e Dom Pedro I há um terreno abandonado que serve de depósito de resíduos descartados por moradores de outras regiões da cidade. No local há um pouco de tudo, desde televisores velhos até restos de matérias de construção.

Uma preocupação dos que moram vizinhos à área é que o local se tornou propício para a formação de criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. O pintor José Carlos Batista, 34, mora praticamente em frente ao lixão e teme que seu filho de sete anos pegue dengue, pois segundo ele a criança sofre com um problema grave no sangue e poderia não resistir à doença. “O médico do meu filho disse que ele com todo o problema de saúde que tem dificilmente conseguiriam se curar caso fosse contaminado pela dengue. Eu temo pela vida dele”, afirma o pai.

Batista relata também que não é apenas o cuidado com filho que o preocupa, mas com outros animais que aparecem em sua residência e que também podem ser transmissores de doenças. “Direto eu encontro rato, barata, aranha e todo tipo de inseto que imaginar dentro da minha residência. Eu e minha família podemos ter outros problemas de saúde”, diz.

Outro morador indignado com a situação é o estudante Zanoni Ferreira, 25, ele denuncia pessoas do próprio bairro que jogam lixo no local. Segundo ele, qualquer hora do dia tem gente descartando o lixo no terreno. “Aqui pode ser de manhã, à tarde, à noite, qualquer hora tem gente jogando alguma coisa aqui e eles não ficam nem preocupados em se esconderem. Jogam o lixo na frente de todos tranquilamente”, diz.

Ele inclusive gravou um vídeo mostrando a quantidade de lixo, que chega a tomar parte da rua e obstrui a passagem de carros e até de pedestres. “A preocupação além do lixo é o matagal que está neste terreno. Aqui além dos mosquitos e outros insetos também vira ponto para usar droga. Precisa urgentemente resolver isso”, comenta.

O Diário MS entrou em contato com a Prefeitura que informou por meio da assessoria de imprensa que na cidade há pelo menos outros seis pontos de despejo de lixo ilegal e que o serviço de limpeza semanalmente faz o recolhimento do lixo, mas que o problema é a falta de respeito de algumas pessoas que voltam a jogar lixo no mesmo local. Quanto à limpeza de terrenos, a Prefeitura está notificando e exigindo que os proprietários mantenham os terrenos limpos, quem não limpa está sujeito a pagar multa.

Jovem acaba espancado por bandidos ao tentar reagir a assalto em bar
Um jovem de 19 anos foi espancado por bandidos durante um assalto sofrido na madrugada deste sábado (25), em um bar de Três Lagoas (a 338km de Campo ...
Filho é preso em flagrante pela PM após espancar pais idosos
Um homem de 32 anos foi preso em flagrante na madrugada deste sábado (25) após espancar seus pais idosos, de 63 e 61, na região central de Paranaíba ...
Apuração no HR conclui que não houve 'falha ética' em mortes no local
Uma investigação interna realizada pela direção do HR (Hospital Regional) de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande para apurar a mo...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions