A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

07/09/2014 09:13

Madrugada tem cinco casos de violência contra a mulher

Elverson Cardozo

Neste domingo (7), das 00h até o momento, a PC (Polícia Civil) registrou, por meio do Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional), 5 ocorrências de violência doméstica em Mato Grosso do Sul, nos municípios de Dourados (dois), Aparecida do Taboado, Japorã e Nioaque.

Veja Mais
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Condutor abandona veículo carregado com 800 kg de maconha na BR-163

Em Dourados, a primeira ocorrência, registrada às 5h42 de hoje, informa que David Soares Machado, de 34 anos, apertou o pescoço da esposa, Andreia Ribeiro da Silva, de 35 anos, e desferiu socos contra ela.

Os dois estavam em uma festa no bairro Canaã I e, por volta das 4h30, começaram a discutir. O casal resolveu, então, ir embora. No caminho, David tomou a direção do véiculo, de propriedade da esposa, e passou a conduzir o carro de forma violenta. Chegando em casa, bateu na mulher.

Na mesma cidade, houve outra agressão, mas, desta vez, motivada por ciúmes. Consta, no B.O, que Tatiane Oliveira dos Santos, de 26 anos, apanhou do marido, Alexsandro Vilhalva da Silva Varella, de 27, porque ele se incomodou com um homem que estaria mexendo com ela.

Tatiane apresentou lesões na cabeça, corte na mão direita, na boca, sangramento no ouvido direito e dores no pé esquerdo. Ela foi agredida por volta das 4h45, no meio da rua e, depois, em casa. O caso foi registrado às 6h15 de hoje.

Em Japorã, a 487 quilômetros de Campo Grande, Adilson Ferreira dos Santos, de 39 anos, teria bebido e, segundo consta, agredido a esposa, Ivonete Alves dos Santos, de 30 anos, com mordida na mão e socos na região da cabeça.

Já em Nioaque, a 179 quilômetros da Capital, um casal se "pegou" no meio da rua. Em visível estado de embriaguez, Edilaine Maciel Arevalo, de 31 anos, informou que o marido, Ewerton Araujo Pereira, de 25 anos, lhe deu tapas no rosto. Ele, por sua vez, declarou que levou "unhadas" da mulher. O motivo da briga, que aconteceu na madrugada deste domingo, às 3h30, não foi esclarecido no Boletim de Ocorrência.

Em Aparecida do Taboado, distante 481 quilômetros, o registro de violência doméstica teria sido motivado por um desencontro. Lidiane de Oliveira, de 21 anos, estava em uma festa com o esposo, cuja identidade não foi revelada e, em determinado momento, ela o procurou e não o encontrou.

Voltou, então, para casa. Às 0h30, o marido chegou à resdiência e, revoltado com o "sumiço" dela, passou a agredi-la com socos e tapas, que resultou em diversas lesões, segundo o registro policial.

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Mesmo algemada, mulher usa isqueiro e coloca fogo em viatura policial
Elaine Cristina da Silva de 37 anos foi presa na noite de ontem (8) em Sonora, distante 364 km de Campo Grande, por porte ilegal de arma. Porém, mesm...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions