A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

30/10/2013 12:58

Metralhadora rústica e de fabricação caseira é encontrada em terreno baldio

Bruno Chaves
Para encontrar arma, polícia fez até Operação Metralhadora (Foto: Divulgação/PC)Para encontrar arma, polícia fez até "Operação Metralhadora" (Foto: Divulgação/PC)

Uma metralhadora de fabricação caseira, rústica e de 9 milímetros foi encontrada pela polícia, no início da noite de ontem (29), abandonada em um terreno baldio do bairro Nova Três Lagoas, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. Testemunhas contaram que um homem desconhecido deixou a arma em meio ao matagal.

Veja Mais
Homem é baleado após agredir suspeito envolvido em acidente
Mulher é morta a facadas e parentes encontram corpo no sofá da sala

De acordo com o delegado Thiago Passos, da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas, informações de que três homens estariam escondendo uma metralhadora em uma casa, próxima ao cemitério da cidade, chegaram à Polícia Militar.
Após tomarem conhecimento do caso, as duas polícias realizaram a “Operação Metralhadora”, com o intuito de localizar a arma de fogo. Policiais do SIG (Serviço de Investigações Gerais) e da Rotai passaram a monitorar os jovens, abordando dois deles em um bar próximo ao local, antes de a metralhadora se encontrada.

Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Civil, os celulares dos suspeitos foram apreendidos. Nos aparelhos haviam fotos da arma e os acusados informaram que a metralhadora era de um irmão, menor de idade. Os dois indicaram o endereço onde ele poderia ser encontrado.

O adolescente negou que era dono da metralhadora e levou os policiais até a casa de Guilherme Queiroz Hernandes, 22 anos. Segundo o menor, a arma teria sido entregue para o suspeito.

A casa de Guilherme passou por buscas. Na residência foram encontradas uma espingarda cartucheira, calibre 12 com 5 munições, e um revólver, calibre 38 com 4 munições. Ele foi preso e autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo de uso restrito. Guilherme já possuía diversas passagens pela polícia.

Guilherme, por sua vez, afirmou que a arma estaria com um homem conhecido como “Gordinho”. O suspeito foi identificado como Valquir de Queiroz Júnior, 26 anos, e confessou aos policiais que era traficante e que tinha em casa 97 papelotes de cocaína para venda. A droga foi apreendida e o acusado preso e autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Em outras diligências realizadas na Rua Albatroz, na Vila Popular, na casa de Francinaldo Aparecido dos Santos Mendes, 23 anos, a polícia apreendeu 200 gramas de cocaína e também 12 munições intactas e 7 deflagradas, todas de calibre 38, além de uma balança de precisão e R$ 100.

Francinaldo confessou ser traficante e disse que lucraria R$ 6 mil com a droga apreendida. Ele foi preso e autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

As investigações, no momento, são realizadas com o objetivo de identificar e localizar a pessoas que abandonou metralhadora no terreno baldio.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions