A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

15/12/2014 12:24

Ministério paga R$ 1,4 milhão em prédio de 581 m² para ampliar atendimento

Helio de Freitas, de Dourados
Ato de assinatura da compra de prédio em Dourados onde vai funcionar o atendimento do MPT em 2015 (Foto: Divulgação)Ato de assinatura da compra de prédio em Dourados onde vai funcionar o atendimento do MPT em 2015 (Foto: Divulgação)

Em 2015, o MPT (Ministério Público do Trabalho) promete ampliar o atendimento à população de Dourados, a 233 km de Campo Grande. A estrutura do órgão federal na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul vai funcionar em um prédio de 581 metros quadrados, no Jardim Progresso, comprado por R$ 1,4 milhão. Até agora o MPT ocupa prédio alugado, no mesmo bairro.

Veja Mais
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Após deslizamento e risco a usuários, MS-295 é totalmente interditada

O ato de assinatura de aquisição do imóvel, localizado em terreno de 1.100 metros quadrados, ocorreu na semana passada, com a presença do superintendente do Patrimônio da União em Mato Grosso do Sul Mário Sérgio Sobral da Costa, do procurador-chefe do MPT-MS Odracir Juares Hecht, do diretor regional Idney Zeferino da Silva e do diretor de orçamento e finanças, Ricardo Guercio.

De acordo com a assessoria do MPT, a nova sede vai proporcionar ambiente de trabalho mais adequado ao público interno e melhores condições de atendimento e acessibilidade. Antes da mudança será necessária uma reforma para adaptações no prédio, que era residencial.

Conforme o procurador-chefe Odracir Hecht, a compra do imóvel foi feita com emendas parlamentares dos deputados federais Reinaldo Azambuja (PSDB), Marçal Filho (PMDB), Geraldo Resende (PMDB), Fábio Trad (PMDB), Akira Otsubo (PMDB) e Antonio Carlos Biffi (PT), do senador Ruben Figueiró (PSDB).

Inaugurada em novembro de 2004, a Procuradoria do Trabalho de Dourados deu origem ao processo de interiorização do MPT em Mato Grosso do Sul, que atualmente tem unidades em Três Lagoas e Corumbá, além da sede, em Campo Grande.

O atendimento à população em Dourados é feito pelos procuradores do Trabalho Jeferson Pereira e Cândice Gabriela Arosio e por sete servidores e dois estagiários.

"A estrutura será melhor, o ambiente é bem amplo, haverá mais conforto e espaço físico para os gabinetes e salas de audiência, garagem e estacionamento para o público externo. Em todos os aspectos a mudança é substancial, sem contar a proximidade com a sede da Gerência do Trabalho e Emprego, órgão parceiro no combate a irregularidades trabalhistas, o que também vai ajudar", afirmou Jeferson Pereira.

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Justiça bloqueia bens de ex-prefeito e mais oito por fraude em licitação
A Justiça Federal bloqueou R$ 1.743.189,84 em bens de Edvaldo Alves de Queiroz, o Tupete, ex-prefeito de Água Clara, a 198 quilômetros de Campo Grand...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions