A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

15/12/2014 12:24

Ministério paga R$ 1,4 milhão em prédio de 581 m² para ampliar atendimento

Helio de Freitas, de Dourados
Ato de assinatura da compra de prédio em Dourados onde vai funcionar o atendimento do MPT em 2015 (Foto: Divulgação)Ato de assinatura da compra de prédio em Dourados onde vai funcionar o atendimento do MPT em 2015 (Foto: Divulgação)

Em 2015, o MPT (Ministério Público do Trabalho) promete ampliar o atendimento à população de Dourados, a 233 km de Campo Grande. A estrutura do órgão federal na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul vai funcionar em um prédio de 581 metros quadrados, no Jardim Progresso, comprado por R$ 1,4 milhão. Até agora o MPT ocupa prédio alugado, no mesmo bairro.

O ato de assinatura de aquisição do imóvel, localizado em terreno de 1.100 metros quadrados, ocorreu na semana passada, com a presença do superintendente do Patrimônio da União em Mato Grosso do Sul Mário Sérgio Sobral da Costa, do procurador-chefe do MPT-MS Odracir Juares Hecht, do diretor regional Idney Zeferino da Silva e do diretor de orçamento e finanças, Ricardo Guercio.

De acordo com a assessoria do MPT, a nova sede vai proporcionar ambiente de trabalho mais adequado ao público interno e melhores condições de atendimento e acessibilidade. Antes da mudança será necessária uma reforma para adaptações no prédio, que era residencial.

Conforme o procurador-chefe Odracir Hecht, a compra do imóvel foi feita com emendas parlamentares dos deputados federais Reinaldo Azambuja (PSDB), Marçal Filho (PMDB), Geraldo Resende (PMDB), Fábio Trad (PMDB), Akira Otsubo (PMDB) e Antonio Carlos Biffi (PT), do senador Ruben Figueiró (PSDB).

Inaugurada em novembro de 2004, a Procuradoria do Trabalho de Dourados deu origem ao processo de interiorização do MPT em Mato Grosso do Sul, que atualmente tem unidades em Três Lagoas e Corumbá, além da sede, em Campo Grande.

O atendimento à população em Dourados é feito pelos procuradores do Trabalho Jeferson Pereira e Cândice Gabriela Arosio e por sete servidores e dois estagiários.

"A estrutura será melhor, o ambiente é bem amplo, haverá mais conforto e espaço físico para os gabinetes e salas de audiência, garagem e estacionamento para o público externo. Em todos os aspectos a mudança é substancial, sem contar a proximidade com a sede da Gerência do Trabalho e Emprego, órgão parceiro no combate a irregularidades trabalhistas, o que também vai ajudar", afirmou Jeferson Pereira.

Jovem acaba espancado por bandidos ao tentar reagir a assalto em bar
Um jovem de 19 anos foi espancado por bandidos durante um assalto sofrido na madrugada deste sábado (25), em um bar de Três Lagoas (a 338km de Campo ...
Filho é preso em flagrante pela PM após espancar pais idosos
Um homem de 32 anos foi preso em flagrante na madrugada deste sábado (25) após espancar seus pais idosos, de 63 e 61, na região central de Paranaíba ...
Apuração no HR conclui que não houve 'falha ética' em mortes no local
Uma investigação interna realizada pela direção do HR (Hospital Regional) de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande para apurar a mo...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions