A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

05/05/2014 14:45

Mortes por gripe assustam moradores e espantam turistas em Corumbá

Aliny Mary Dias, enviada especial a Corumbá
Moradores estão assustados com casos de mortes por gripe (Foto: Cleber Gellio)Moradores estão assustados com casos de mortes por gripe (Foto: Cleber Gellio)

As três mortes por gripe A, causada pelo vírus influenza H1N1, ocorridas este ano em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, são responsáveis por um clima de medo e insegurança na cidade. Trabalhadores do setor do turismo também afirmam que a situação tem diminuído a quantidade de visitantes na cidade em 2014.

Veja Mais
Polícia Militar apreende quase meia tonelada de maconha em Bela Vista
Trabalhador rural sofre hemorragia ao ser atacado por vaca em curral

A primeira morte causada pela doença foi de uma mulher no dia 30 de janeiro. Nove dias depois, a mãe dela, de 61 anos, também morreu em decorrência da doença, no dia 8 de fevereiro. A terceira morte ocorreu no dia 24 de fevereiro, a vítima também era uma mulher

Mesmo com a situação controlada, segundo avaliação da prefeitura de Corumbá, a doença ainda é motivo da falta de sono de muitos moradores.

Rose Silva tem 49 anos e há décadas vive da venda de água de coco e bebidas em um trailer, situado no Porto Geral da cidade. Ela conta que há revolta por parte dos moradores em razão da vacina contra a gripe ser disponibilizada para crianças, gestantes e idosos.

Mototaxista afirma que situação é de medo (Foto: Cleber Gellio)Mototaxista afirma que situação é de medo (Foto: Cleber Gellio)

“A gente sabe que é para o grupo de risco, mas acho que deviam investir e disponibilizar para a gente também. Afinal, já foram três mortes aqui e todos estão com medo”, explica a comerciante que recorreu ao álcool em gel para evitar o contato com o vírus.

No início do mês de março, depois da divulgação das mortes pela SES (Secretaria de Estado e Saúde), os corumbaenses lotaram farmácias e clínicas particulares para se imunizar contra a doença. O valor da dose que era em torno de R$ 60 saltou para R$ 100 em razão da procura.

Para quem tem contato com muita gente todos os dias, a preocupação é dobrada. O mototaxista Bartolomeu Ezequiel, 28, conta que não há como se previnir, já que o contato com os passageiros é frequente.

“A gente tem bastante medo, mas não tem o que fazer. Precisamos trabalhar e qualquer resfriado já deixa a gente bastante assustado”, diz.

O marinheiro Abel Silva, 45, diz que apesar de passar vários dias da semana em barcos guiando turistas, a preocupação existe. “Eu fico a maior parte do mês em viagens no barco, mas tenho medo dessa gripe e ninguém orientou a gente para tomar vacina até hoje”.

Marinheiro passa maior parte do tempo nos rios e não recebeu orientação por vacina (Foto: Cleber Gellio)Marinheiro passa maior parte do tempo nos rios e não recebeu orientação por vacina (Foto: Cleber Gellio)

De acordo com o chefe de Imunização da Prefeitura de Corumbá, Vandrei Campos, foram disponibilizadas para a cidade 24,3 mil doses da vacina contra o vírus influenza. A vacinação que segue os parâmetros nacionais imuniza crianças, grávidas e idosos.

Em todo o Estado, a campanha vai até o próximo dia 9 de maio e o balanço parcial de imunizados na cidade está sendo feito pela Secretária de Saúde.

Turismo – O movimento de turistas na cidade branca, conforme relato de profissionais ligados ao setor, caiu nos últimos meses. Rose conta que houve uma preocupação das autoridades da cidade em não divulgar a causa das mortes antes do Carnaval, mas que agora o movimento na cidade está fraco.

“Eu sempre digo que nossa vida vale mais que qualquer festa. Nos últimos meses, a cidade está bastante parada, não vemos turistas como antes, principalmente os estrangeiros”, conta a mulher que se refere ao movimento do Festival América do Sul, realizado no último fim de semana na cidade.

Polícia Militar apreende quase meia tonelada de maconha em Bela Vista
A PM (Polícia Militar) de Bela Vista – a 322 km de Campo Grande – apreendeu 454 quilos de maconha na madrugada deste domingo (11). Conforme Boletim d...
Trabalhador rural sofre hemorragia ao ser atacado por vaca em curral
Um trabalhador rural de 41 anos ficou gravemente ferido após ser atacado por uma vaca na tarde deste sábado (10), numa propriedade a beira do Rio Par...
Marido agride esposa e se esconde da polícia na casa do pai
Após agredir a esposa, Gilmar Sousa, de 37 anos, se escondeu na casa do pai no assentamento Itamarati, em Ponta Porã – a 323 km de Campo Grande. Conf...
Homem é encontrado morto com marcas de tiro em calçada de casa
Um homem não identificado foi encontrado morto na madrugada deste domingo (11) em Dourados – a 233 km de Campo Grande. Conforme o Boletim de Ocorrênc...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions