A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

17/06/2014 14:28

Motorista acusado de matar ciclista durante racha se apresenta à polícia

Mariana Lopes
(Foto: Ademir Almeida/Dourados News)(Foto: Ademir Almeida/Dourados News)
Acidente foi no dia 31 de maio, na avenida Marcelino Pires (Fotos: Osvaldo Duarte/Dourados News)Acidente foi no dia 31 de maio, na avenida Marcelino Pires (Fotos: Osvaldo Duarte/Dourados News)

O estudante Aluísio Both Neto, 19 anos, acusado de atropelar e matar o ciclista Davi Rosa da Silva, 19 anos, se apresentou na manhã desta terça-feira (17), na 2º Delegacia de Polícia Civil de Dourados, cidade distante 233 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Vereador é internado após AVC e boatos de morte causam confusão
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas

O acidente aconteceu no dia 31 de maio, na avenida Marcelino Pires, e a suspeita é de que o motorista participava de um racha quando atingiu a vítima com uma caminhonete. Ele fugiu do local após atropelar o ciclista e não prestou socorro à vítima.

Aluísio prestou depoimento hoje e negou a acusação da polícia. Segundo informações do Dourados News, o delegado Marcelo Batistela Damaceno, responsável pelo caso, disse que o estudante alegou que perdeu o controle da direção por causa de um problema no aparelho de som da caminhonete que conduzi.

Ainda de acordo com o delegado, o estudante disse que se distraiu tentando arrumar o som do veículo e atropelou o ciclista. Em depoimento, ele afirmou que não notou se havia outros veículos por perto e garantiu que não praticava racha. O estudante saia da Expoagro, mas afirmou que não estaria dirigindo embriagado.

Contudo, o delegado sustenta a hipótese do racha baseado em imagens de câmeras de segurança do local que confirmam a presença de outros veículos, além de uma testemunha que afirma que o estudante estava praticando o racha. O delegado aguarda o laudo da perícia, que vai apontar a causa do acidente.

Fuga – Logo após atropelar o ciclista, Aluísio fugiu do local e no último dia 10 de junho a caminhonete envolvida no acidente foi encontrada em um canavial às margens de uma estrada vicinal próximo à Reserva Indígena de Dourados.
O estudante disse ao delegado que escondeu o veículo por medo de ser alvo da “fúria” de populares.

Aluísio está sendo indiciado por homicídio doloso, que é quando há a intenção de matar, e com o agravante do caso ter ocorrido durante uma suposta disputa de racha. Por enquanto, ele responde o processo em liberdade.

As investigações continuam e a Polícia Civil trabalha para identificar o condutor do outro veículo que teria participado da disputa do suposto racha. Se for confirmado o envolvimento do outro carro, o motorista também responderá por homicídio doloso, como participante.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions