A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

29/09/2011 23:00

MPE apura a existência de amianto em sucatas de vagões em Aquidauana

Paulo Fernandes
Sucatas foram alvo de incendiários no final de 2009 (Foto: site MPE)Sucatas foram alvo de incendiários no final de 2009 (Foto: site MPE)

O MPE (Ministério Público Estadual) instaurou um inquérito civil para apurar a existência de amianto nas sucatas de vagões da antiga RFFSA (a Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima, estatal que foi extinta em 2007), em Aquidauana.

Veja Mais
Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento

A Promotoria de Justiça do Meio Ambiente quer saber se existe possibilidade de ocorrência de degradação ambiental e de danos à saúde da população pela exposição e inalação das fibras do amianto.

O amianto pode provocar câncer de pulmão, do trato gastrointestinal, do rim e laringe, asbestose (lesões do tecido pulmonar) e mesotelioma (câncer do revestimento do pulmão).

Segundo o promotor de Justiça Eduardo Cândia, além das doenças gravíssimas, que podem levar a morte, não está descartada a possibilidade de degradações ambientais, especialmente pelo fato de as sucatas terem sido alvo de incendiários no final de 2009.

Antes, em 2008, o promotor já havia ajuizado uma ação civil pública na Justiça Federal, ainda em trâmite, para a retirada dos vagões do centro da cidade e a destinação adequada das sucatas, hoje de propriedade do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte) e aos cuidados do Município de Aquidauana na condição de depositária.

Desde então, as sucatas foram apenas retiradas do centro da cidade e realocadas em um bairro mais afastado.

Conforme o site do MPE, em visita ao local, na semana passada, o promotor registrou a existência de possível amianto no interior das sucatas, o que justificou a abertura do inquérito civil.

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions