A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

27/01/2015 14:11

MPE denuncia jovem que esfaqueou três e matou ex com 32 facadas

Vania Galceran
A adolescente Alessandra Lopes, de 17 anos, brutalmente assassinada pelo ex-namorado em dezembro passado em Coronel Sapucaia. (Fotos: Divulgação)A adolescente Alessandra Lopes, de 17 anos, brutalmente assassinada pelo ex-namorado em dezembro passado em Coronel Sapucaia. (Fotos: Divulgação)

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou à Justiça na sexta-feira, dia 23 de janeiro, Adan Júnior Silva Camargo, 18 anos, acusado de matar a ex-namorada, uma adolescente de 17 anos, com 32 facadas. O crime aconteceu no dia 27 de dezembro do ano passado, em Coronel Sapucaia, fronteira com o Paraguai.

Veja Mais
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
Missão conjunta irá apurar violações de direitos humanos com índios de MS

A denúncia foi oferecida pelo promotor de Justiça, Luiz Eduardo Sant’Anna Pinheiro, titular da 2ª Promotoria da Comarca de Amambai.

O promotor de Justiça Luiz Eduardo Sant’Anna Pinheiro ofereceu denúncia contra Adan Junior Silva Camargo, pelo crime de homicídio qualificado e ainda por três tentativas de homicídio qualificado, contra Fabiano da Silva, Edson Clarindo e Pedrina Félix da Silva, familiares de Fabiano.

De acordo com a investigação policial, no dia 27 de dezembro de 2014, Adan foi até a casa do então namorado de Alessandra, Fabiano Silva, e atacou o rapaz com uma faca. Ele agrediu ainda os pais de Fabiano, que conseguiram escapar e saíram em busca de ajuda. Adan, entrou na casa do jovem, prendeu Alessandra e a matou , com pelo menos 32 golpes de faca.

Segundo o promotor de Justiça, Adan premeditou o crime, por motivo torpe, porque não se conformava com o fim do  relacionamento com a adolescente, segundo suas próprias declarações.

Adan Junior Silva Camargo foi denunciado  pela prática de homicídio consumado por motivo torpe, atentado com utilização de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima Alessandra, e ainda pela prática de tentativa de homicídio contra as vítimas Fabiano, Edson e Pedrina.

O acusado encontra-se preso preventivamente no Estabelecimento Penal de Amambai a disposição da justiça.

Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
Hospital Universitário de Dourados alerta para golpe do falso médico
Falso médico estaria agindo em nome do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) e nesta segunda-feira entrou em co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions