A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

21/11/2012 09:44

MPF pede investigação sobre córrego contaminado

Marta Ferreira
Indigena mostra espuma no leito de córrego em Paranhos. (Foto: Divulgação)Indigena mostra espuma no leito de córrego em Paranhos. (Foto: Divulgação)

O Ministério Público Federal em Ponta Porã pediu ontem (20) à Polícia Federal a instauração de inquérito para investigar possível contaminação do córrego que é a principal fonte de água da comunidade indígena Ypo´i,, localizada em Paranhos, região sul do estado. O MPF também pede que seja designado, com urgência, equipe profissional que realize perícia na água.

Os índios informaram à Funai, no dia 14 de novembro, que o córrego amanheceu com uma espuma espuma branca na superfície. Fotografias e filmagens feitas pelos indígenas que estavam no local foram encaminhadas ao MPF. Uma amostra da água supostamente contaminada também foi entregue.

O material e o depoimento da liderança indígena que fez a denúncia foram encaminhados à Polícia Federal.
Se for confirmada a contaminação da água, os autores podem responder pelos crimes de envenenamento ou poluição de água potável (artigos 270 e 271 do Código Penal, respectivamente). As penas podem chegar a 15 anos de prisão.

Veja Mais
Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions