A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

27/03/2015 11:00

Mulher diz que matou adolescente para defender o filho excepcional

Rapaz era parente da dona de casa e morava com o casal numa fazenda em Dourados; ela matou o adolescente a golpes de faca

Helio de Freitas, de Dourados
Policiais acompanham remoção do corpo de adolescente de cova rasa, numa fazenda em Dourados (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)Policiais acompanham remoção do corpo de adolescente de cova rasa, numa fazenda em Dourados (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

A dona de casa Luciana dos Santos Silva matou o adolescente Dejair Torales, 17, a golpes de faca, supostamente para defender o filho dela, um garoto excepcional de 10 anos de idade. Dejair teria sido flagrado pela mulher tentando abusar sexualmente da criança. Essa foi a versão contada por ela hoje de manhã na 2ª Delegacia de Polícia de Dourados, a 233 km de Campo Grande. O crime ocorreu em janeiro deste ano e Luciana enterrou o corpo do rapaz em uma fazenda na região do Alto Café, próximo ao distrito de Panambi.

Veja Mais
Polícia procura corpo de adolescente enterrado em propriedade rural
Vereador é internado após AVC e boatos de morte causam confusão

Nesta sexta-feira, após prestar depoimento, Luciana acompanhou os policiais civis até a propriedade e mostrou onde enterrou o corpo de Dejair. Os restos mortais já foram retirados de uma cova rasa, feita a poucos metros da casa onde a família morava, em meio a uma plantação de abóbora.

De acordo com a delegada Andreia Alves Pereira, a polícia começou a investigar o caso depois de receber informações que o adolescente estava desaparecido. A família morava no distrito de Nova América, município de Caarapó, e havia se mudado para Dourados, para trabalhar na fazenda onde ocorreu o crime.

Conforme a versão de Luciana, o suposto abuso do adolescente contra seu filho ocorreu na noite de 15 de janeiro deste ano, quando seu marido, Fernando Augusto dos Santos Romero, teria viajado para Vila Vargas.

Luciana disse que ouviu barulho e ao chegar ao quarto do filho teria flagrado o rapaz abusando sexualmente da criança. Ainda de acordo com a sua história, nesse momento Dejair também teria tentado abusar dela. Armada com uma faca, ela desferiu vários golpes no adolescente e arrastou o corpo para fora da casa. Primeiro ela tentou colocar fogo no corpo, mas como não conseguiu, decidiu enterrar o adolescente nos fundos da casa.

A delegada informou que Luciana será indiciada por homicídio doloso e ocultação de cadáver, mas vai permanecer em liberdade por enquanto, já que ela se apresentou espontaneamente e está colaborando com as investigações. “Instauramos o inquérito e agora vamos ouvir todas as pessoas ligadas a esse caso”, disse Andreia Alves Pereira.

Polícia procura corpo de adolescente enterrado em propriedade rural
Policiais civis seguiram há pouco para uma propriedade rural do município de Dourados, a 233 km de Campo Grande, para procurar o corpo de um adolesce...
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas
A Polícia Civil de Anastácio, cidade a 135 quilômetros de Campo Grande, prendeu na última quarta-feira (07), dois suspeitos de terem cometido um homi...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions