A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

25/09/2015 08:31

Mulher grávida morre em hospital depois de sofrer convulsões e parada cardíaca

Liana Feitosa

Uma mulher de 24 anos, grávida, morreu no hospital de Aparecida do Taboado, a 481 quilômetros de Campo Grande, depois de apresentar crises convulsivas. Os médicos tentaram encaminhar a paciente em caráter de urgência para Três Lagoas, mas não deu tempo de realizar a remoção.

Veja Mais
Homem morre ao sofrer descarga elétrica durante conserto de bomba d'água
Ciclista morre ao ser atingido por vários tiros disparados por dupla em moto

Segundo o boletim de ocorrência, com crises convulsivas, Priscila Dias dos Santos foi encaminhada para a Santa Casa de Aparecida do Taboado pelo Corpo de Bombeiros por volta das 15h20 desta quinta-feira (24).

No sexto mês de gravidez, foi atendida, medicada e ficou em quadro chamado pós-crise nas horas seguintes, estando sonolenta, sem conversar e com "ausência de outros sinais mais ativos", segundo o registro policial.

Pedido - Ainda de acordo com o boletim, a mulher apresentou febre o tempo todo, e às 20h30 teve outro ataque convulsivo, sendo medicada novamente. Neste momento, o médico plantonista solicitou vaga zero no Hospital de Três Lagoas, tendo em vista a ausência de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) no hospital de Aparecida do Taboado.

Neste momento a vítima já não respondia a estímulos, mas permanecendo normais os sinais pressão arterial, saturação e o batimento cardíaco do feto. Priscila manteve este quadro até às 23h, quando a equipe que iria fazer o transporte da vítima para Três Lagoas chegou.

Os profissionais começaram os procedimentos para remoção, no entanto, à meia noite, quando a vítima estava sendo colocada na ambulância, Priscila sofreu parada cardiorrespiratória.

Socorro - A paciente foi novamente levada para a sala de emergência do hospital e socorrida. De acordo com as informações policiais, todo o protocolo para o quadro foi realizado. Outro médico foi chamado para prestar atendimento à vítima, mas a mulher teve outra parada 00h40 e não resistiu.

Embora constatado a morte de Priscila, a equipe verificou existência de batimento cardio-fetal e, por isso, os médicos decidiram realizar a cesárea do feto. No entanto, o bebê também não resistiu.

O caso foi registado como morte a esclarecer na delegacia de Aparecida do Taboado.

Homem morre ao sofrer descarga elétrica durante conserto de bomba d'água
José Antônio Farias, 51, morreu após sofrer uma descarga elétrica enquanto arrumava uma bomba d'água às margens de uma lagoa, no distrito de Lagoa Bo...
Ciclista morre ao ser atingido por vários tiros disparados por dupla em moto
Wellington Ronaldo de Souza, 34, foi morto a tiros ao ser abordado por dois homens que estavam em uma moto. O homicídio aconteceu às 20h30 de domingo...
Durante briga em lanchonete, homem é esfaqueado e morre a caminho do hospital
Francisco Torales Monteiro, 32, foi encontrado ferido e agonizando em uma lanchonete de posto de combustível por volta de 00h05 desta segunda-feira (...
Pedestre é atropelado e morto por motociclista embriagado e sem CNH
Davi Ezequiel Barreto, 52, morreu atropelado após ser atingido pela moto conduzida por Ednilson de Oliveira, 21, que estava supostamente embriagado. ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions