A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

15/11/2013 10:10

Mulher morre atropelada na BR-262 e motorista foge sem prestar socorro

Francisco Júnior e Helton Verão
Parte do para-choque da caminhonete e pertences das vítimas. (Foto: Cleber Gellio)Parte do para-choque da caminhonete e pertences das vítimas. (Foto: Cleber Gellio)
Casal seguia para uma chácara. Casal seguia para uma chácara.

Uma mulher de 37 anos morreu atropelada por volta das 6 horas de hoje na BR-262, no KM 375 próximo a cidade de Terenos, distante 25 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Veículo colide em capivara, sai da pista e pega fogo nas margens da MS-157
Embriagada e cansada de apanhar, mulher mata marido com facada

Adriana Almeida Reis estava na companhia do marido, Waldir Alves de Lima, 36 anos. Os dois empurravam bicicletas pelo acostamento da rodovia quando foram atingidos por uma caminhonete.

Após a colisão, o motorista fugiu sem prestar socorro. Um pedaço de um dos faróis e o para-choque da caminhonete ficaram no local do atropelamento.

Adriana morreu na hora, já seu marido sofreu ferimentos graves e foi encaminhado para Santa Casa de Campo Grande. A Polícia de Terenos trabalha para identificar o motorista da caminhonete.

Segundo a Polícia, o casal seguia para uma chácara na região.

 




nossa que triste pensando que a 2 semanas atrás a adriana esteve na minha casa tomando terere com minha esposa e queria alugar minha casa =´( descanse em paz adriana
 
diego henrique em 17/11/2013 23:11:33
meu Deus a que ponto chegamos quantas pessoas perdendo vidas nas ruas e br de nossa cidade. quantas tristezas o transito da nossa capital tem trazido para tantas famílias. quantas mães,pais,e familiares chorando por algum familiar que é vítima do transito injusto e covarde desse pais. e não adianta vir falar que não se faz campanhas, porque todos os anos se investe milhões em campanhas e mesmo assim esses bandidos do volantes continuam matando com desculpa que é fatalidade. quantas crianças ficam sem pais ou mães cedo porque ,os pais sai para trabalhar e não voltam mais ,pois seus corpos ficam jogados em alguma rua ou br vitimas de acidentes. até quando meu Deus isso vai continuar acontecendo sem que ninguém nessa terra possa fazer alguma coisa. acorda senadores façam leis pela vida.
 
paulo escobar em 15/11/2013 23:03:07
E DEVER ACHAR ESTE MOTORISTA QUE MATOU ESTÁ MULHER! SE ALGUÉM
CONHECER LIGA PRA POLICIA SEM SI IDENTIFICAR-SE!
 
otavio moreira em 15/11/2013 22:38:44
É esta região entre campo grande e terenos é frequentada por ciclistas que frequentemente treinam nesta rodovia, e o que se ve é a falta de consciência da parte dos motoristas que ali trafegam não respeitando o limite de distancia de segurança dos ciclistas e em alta velocidade, diminuindo somente nos radares, podendo causar acidentes fatais como este que infelizmente matou esta senhora. SO LEMBRANDO QUE ALI É GERALMENTE FREQUENTADO POR CICLISTAS QUE PRATICAM O ESPORTE COM SUA FAMILIA INTEIRA... ESPOSA E FILHOS. Sera que não caberia mais fiscalização naquela região. Fora os bares que ali vendem bebidas alcoólicas a vontade na beira da rodovia... Cade a fiscalização?
 
LUCIANO MARANGONI em 15/11/2013 21:41:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions