A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

25/05/2011 10:20

Operação da PF em Ivinhema quebra esquema de fraudes contra o INSS

Fabiano Arruda

Prejuízos gerados pelas fraudes podem chegar a R$ 1 milhão

A operação Béline, desencadeada nesta quarta-feira pela Polícia Federal, em conjunto com servidores do Ministério da Previdência Social, em Ivinhema, a 283 quilômetros de Campo Grande, desmontou esquema de fraudes contra o INSS que causou prejuízos na ordem de R$ 125,2 mil. No entanto, os valores podem chegar a R$ 1 milhão.

A ação envolveu 30 policiais federais e dois servidores do setor de Inteligência do Ministério da Previdência Social.

Segundo a PF, servidores do INSS tramavam com agenciadores na concessão de benefícios indevidos, repletos de irregularidades.

Entre eles estão ausência de documentação comprobatória de exercício de atividade rural; de guarda dos beneficiários menores de idade, comprovante de união estável com indícios de falsidade, benefícios requeridos após mais de 15 anos do falecimento do segurado, saques dos benefícios em cidades diversas da suposta moradia do beneficiário e dependente inserido nos sistemas do INSS sem possuir esta condição junto ao segurado.

A operação cumpriu oito mandados de busca e apreensão na residência dos investigados, além da própria agência do INSS em Ivinhema. Os policiais também cumpriram mandados na sede do Sindicado dos Trabalhadores Rurais de Novo Horizonte do Sul.

Foram aplicadas pelos policiais federais medidas cautelares como suspensão do exercício profissional do servidor do INSS, proibição de ingresso e aproximação em um raio de 300 metros da agência do INSS, além da proibição dos agenciadores de atuarem como procuradores nos processos concessórios de benefícios previdenciários. Ainda conforme a Federal, o descumprimento das medidas levará prisão preventiva dos investigados.

Béline - Segundo a PF, o nome Béline é uma alusão à personagem do escritor francês Molière, trapaceira e vigarista, que se aproveitava do desconhecimento alheio para auferir vantagem financeira, inclusive, com falsificação de documentos, como os fraudadores em questão.

Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



Lamento este é o brasil so rolos quem esta na espera com todos os documentos vai ficar na saudade até quando o povo esta na merda nao tem como escapar agora ja foi mais um rolo dos proprios brasileiros que pena brasil
 
NILTON GOMES em 25/05/2011 12:24:50
A SORTE DESTE PAÍS, É SOMENTE AS FORÇAS ARMADAS, AINDA COM UMA MORAL ELEVADA, E SEGUNDO VEM A POLÍCIA FEDERAL, MAS TODOS OS SERVIÇOS EFETUADOS, EMPERRAM NA LEGISLAÇÃO CRIMINAL BRASILEIRA, ARCAICA, NÃO CORRIGIDA, ATUALIZADAS PELOS LEGISLATIVOS DESTE PAÍS, QUE VAIS DOS VEREADORES, DEPUTADOS ESTADUAIS, FEDERAIS E SENADORES, QUE NÃO TEM CORAGEM DE LEGISLAR CONTRA ELES MESMOS, POIS MAIORIA DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS EM GERAL, SÃO DELES MESMOS, SÃO ELES QUE OS NOMEIAM, PARA REPRESENTÁ-LOS, PARA DIVIDIREM RECEITAS, COMO VÃO FAZER LEIS CONTRA SEUS GRUPOS, E O JUDICIÁRIO, TEM QUE CUMPRIR COM AS LEIS VIGENTES, DESATUALIZADAS, IMORAIS, VERGONHOSAS, QUE O POVO PAREM DE VOTAREM NESTE PAÍS, ZEREM OS VOTOS, PARA QUE A ADMINISTRAÇÕES SEJAM NOMEADAS PELOS JUDICIÁRIO, E FICA MELHOR, COMO O EXEMPLO DE DOURADOS, NUM PEQUENO ESPAÇO DE TEMPO, ONDE UM JUÍZ DIRIGIU A CIDADE, E AMEDRONTOU TODOS OS RATOS, PENA QUE TEVE QUE CUMPRIR COM O SEGUIMENTO DAS LEIS ARCAICAS, QUE PENA, O POVO NÃO PENSA BEM, PRECISA, E AÍ A POLÍCIA FEDERAL, FICARÁ NA HISTÓRIA DESTE PAÍS.
 
PEDRO BRAGA em 25/05/2011 12:04:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions