A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

21/06/2013 17:30

Operários que prestam serviço para Petrobras bloqueiam rodovia

Viviane Oliveira
Manifestantes bloquearam a BR-158 durante protesto por melhores salários. (Foto: Ricardo Ojeda)Manifestantes bloquearam a BR-158 durante protesto por melhores salários. (Foto: Ricardo Ojeda)

Depois de dois dias de greve, cerca de 3 mil trabalhadores da empresa UFN3, que presta serviço para Petrobras, bloquearam nesta sexta-feira (21) a BR-158, no trecho que liga Três Lagoas a Brasilândia. Os manifestantes reivindicam melhores condições de trabalho, salarial e aumento do ticket alimentação.

Veja Mais
Homem que seria membro da facção criminosa PCC é baleado em atentado
Suposto integrante do PCC é ferido em atentado a tiros em Pedro Juan

Com palavras de ordens e encapuzados, os manifestantes destruíram placas, cones e atearam fogo no centro da rodovia impedindo o trânsito. Os manifestantes trabalham na maior fábrica de fertilizante nitrogenado da América Latina.

De acordo com o líder do movimento Dilermando Rodrigues Lacerda, o protesto é pacifico, porém no local só foi liberado a passagem de ambulância e veículos de funerária. 

O advogado que representa o Consórcio UFN3, Marcos Cruz, disse que não havia acordo coletivo pactuado, mas a empresa nunca deixou de negociar com os trabalhadores.

Ainda segundo ele, na manhã desta quinta-feira (20) participou de uma reunião de conciliação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) com o sindicato da categoria, mediada pelo desembargador Nery Sá e Silva Azambuja, que manteve a liminar dizendo para os trabalhadores voltarem imediatamente para o trabalho. 

O desembargador determinou também uma reunião de conciliação para acontecer no prazo de dez dias. A manifestação, que começou de manhã, só acabou no fim desta tarde.

(Com informações do site Perfil News)




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions