A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

12/07/2014 13:15

PF apreende mais de 360 kg de cocaína e dois fuzis de uso restrito

Filipe Prado
A droga e as armas foram encontradas em um fundo falso no tanque de combustível da carreta (Foto: Divulgação/PF)A droga e as armas foram encontradas em um fundo falso no tanque de combustível da carreta (Foto: Divulgação/PF)

Mais de 360 quilos de cocaína foram apreendidos na madrugada de sexta-feira (10) escondidos no fundo falso de uma carreta em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande. Além da droga foram encontrados cloridrato de cocaína, substância considerada a forma mais pura da droga, e dois fuzis de fabricação russa.

Veja Mais
Vereador é internado após AVC e boatos de morte causam confusão
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas

Conforme o site Diário Corumbaense, o delegado chefe da Polícia Federal, Alexandre do Nascimento, a carreta, com placas de São Bernardo do Campo (SP), estava em um estacionamento de caminhões da cidade. Eles receberam uma denúncia e ao verificar descobriram a droga.

Eles desconfiaram da carreta, pois estava vazando óleo diesel do tanque do veículo. A carreta foi levada para o Corpo de Bombeiros, onde auxiliaram na retirada da droga e das armas, que estava em fundo falso no tanque de combustível.

O delegado relatou que o motorista não foi encontrado, mas já foi identificado. A cocaína foi avaliada em até R$ 7,200 milhões, se vendida na cidade de São Paulo, caso fosse levado para fora do país, poderia ser comprado por 10 milhões de euros, quase R$ 30 milhões.

Os fuzis, de acordo com o delegado, são de uso restrito, porém são muito utilizados por assaltantes de bancos e carros fortes. O AK-47 pode atingir com precisão uma pessoa a 100 metros, mas o alcance do tiro pode chegar à 1000 metros.

Esse é a segunda grande apreensão de cocaína na cidade. No dia 24 de junho o DOF (Departamento de Operação de Fronteira) apreendeu 262 kg de pasta base de cocaína em um fundo falso de uma carreta com placas de Porto Ferreira (SP).

A Polícia Federal estuda a possibilidade de haver uma quadrilha atuando na cidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions