A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

30/11/2011 10:47

Plano para segurança de índios fica pronto até começo de 2012, diz secretário

Marta Ferreira

Paulo Maldos se reúne hoje com acampados em fazenda de Aral Moreira, que sofreram ataque no dia 18

 Plano para segurança de índios fica pronto até começo de 2012, diz secretário

O plano para aumentar a segurança nas aldeias e acampamentos indígenas de Mato Grosso do Sul, que está em fase de articulação, deve ficar pronto até o começo de 2012, afirmou ontem à Agência Brasil o secretário nacional de Articulação Social da Secretaria-Geral da Presidência da República, Paulo Maldos, que está na região.

Entre as medidas de reforço da segurança que poderão ser adotadas está a criação de uma espécie de polícia comunitária nas aldeias o policiamento comunitário nas aldeias – com a participação dos indígenas –, o reforço dos contingentes que atuam na fronteira e a realização de rondas de forças federais no entorno das comunidades indígenas.

“Estamos tendo um diálogo muito bom com as comunidades e elas têm solicitado participação mais ativa para monitorar as politicas para a região, para que elas possam chegar efetivamente nas aldeias”, disse o secretário.

Por enquanto, a segurança na região está sendo reforçada pela Força Nacional de Segurança, que deve ficar na área por mais 90 dias, após o ataque sofrido pelos índios guarani-kaiowá do acampamento Guaiviry, no dia 18. Desde então, um dos líderes espirituais da comunidade, Nisio Gomes, está desaparecido.

Hoje, o secretário vai se reunir com indígenas do Acampamento Tekoha Guaiviry, que vão fazer uma marcha pela paz, além de rezas.

“A situação hoje é de muita tristeza e muita angústia na comunidade, que teme a possibilidade de novos ataques”, relatou Paulo Maldos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions