A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

16/06/2011 16:18

Pleito antigo, ponte que liga MS a SP em Três Lagoas fica pronta em 30 meses

Fabiano Arruda
Ponte nova vai ser construída ao lado da travessia ferroviária em Três Lagoas. (Foto: Divulgação)Ponte nova vai ser construída ao lado da travessia ferroviária em Três Lagoas. (Foto: Divulgação)

Reivindicação antiga para diversificar o escoamento da produção de Mato Grosso do Sul com o Leste do País e diminuir o fluxo de veículos na barragem da usina de Jupiá, hoje, única alternativa, a ponte que liga Três Lagoas a cidade de Castilho (SP) teve início oficial anunciado ontem, com assinatura de ordem de serviço.

O ato ocorreu no dia em que Três Lagoas completou 96 anos. Segundo informações do superintendente do Dnit/MS (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Marcelo Miranda, a conclusão da obra deve ocorrer em 30 meses, um semestre antes do previsto inicialmente.

A construção, incluída no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), terá investimentos de R$ 113 milhões do governo federal. O montante de R$ 30 milhões já foi empenhado, segundo Miranda.

Segundo informações do governo do Estado, a ponte Três Lagoas-Castilho será a quinta ligação deste tipo entre os dois estados. A obra de concreto terá 1,3 quilômetros de extensão e 6,6 quilômetros de acessos.

Em Três Lagoas, o trecho de acesso completará o traçado definitivo da BR-262, o que altera o caminho que leva à barragem da hidrelétrica de Jupiá. Do outro lado do rio Paraná, em São Paulo, uma nova via de acesso será construída da ponte até rodovia estadual SP-300 (Marechal Rondon).

Ainda conforme informações do governo, a nova ponte vai absorver o trânsito com duas faixas de tráfego de 3,6 metros de largura cada uma, além de acostamentos de 2,5 metros de largura e passagem para pedestres.

A ordem de serviço foi assinada pelo governador André Puccinelli (PMDB) e os superintendentes do Dnit em São Paulo, Ricardo Madalena, além de Mato Grosso do Sul.

Puccinelli destacou o investimento, mas defendeu também outro projeto do PAC para o Estado, que é o da construção do ramal ferroviário ligando o sul de MS ao Paraná, que está em fase de estudos de traçado. “Com essa ferrovia, e mais a ligação da Ferrovia Norte-Sul e da Ferrovia do Pantanal, vamos integrar todos os modais”, disse em entrevista à assessoria.

A vice-governadora, Simone Tebet (PMDB), que foi prefeita de Três Lagoas, também destacou a obra. “Avisem àqueles que não acreditam nela que daqui a dois anos e meio poderemos atravessar os dois Estados por ela”, pediu.

Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
Hospital Universitário de Dourados alerta para golpe do falso médico
Falso médico estaria agindo em nome do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) e nesta segunda-feira entrou em co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions